Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

As Cidades Históricas e a Proteção ao Patrimônio da Humanidade – livro de Fernando Fernandes da Silva

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Editora Peirópolis está lançando o livro As Cidades Históricas e a Proteção ao Patrimônio da Humanidade , do advogado Fernando Fernandes da Silva. Trata-se de um guia inédito no mercado sobre os procedimentos necessários para o tombamento de um bem cultural, baseado na Conferência de 1972 da Unesco sobre patrimônio histórico. A obra explica a quem recorrer, quais as prerrogativas exigidas e como manter um bem tombado. Obra Defende a Importância da Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro – Lançamento da Editora Peirópolis tem sua importância e originalidade reconhecida pela Unesco As cidades históricas brasileiras e a proteção ao patrimônio da humanidade é um estudo inédito sobre a Convenção Relativa à Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural, de 1972, cuja originalidade é reconhecida, inclusive, pela Unesco, organização que lidera a cooperação internacional pela preservação do patrimônio mundial. Obra de referência para estudiosos e operadores da proteção ao rico patrimônio cultural brasileiro, este livro de Fernando Fernandes da Silva identifica com maestria a estrutura, o funcionamento e os mecanismos da Convenção da Unesco (1972), demonstrando a sua ação protetora em relação aos bens culturais. Inicialmente ele nos oferece uma noção histórica do conceito de bem cultural, em tempos de guerra e de paz para, em seguida, refletir sobre os diferentes aspectos da tutela oferecida atualmente às cidades históricas brasileiras incluídas na lista do Patrimônio Cultural da Humanidade, desvendando, com notável clareza e rigor científico, os meandros da convenção que rege a cooperação e a assistência internacional aos bens culturais. Segundo o autor, a proteção, que até o início do século XX era permeada da idéia de preservação em face da guerra, teve, a partir de 1945, com o surgimento da Unesco, seu escopo ampliado. Assim, “foram incluídos outros fatores de risco, como as ações destrutivas do meio ambiente, o crescimento desordenado das cidades e uma noção de progresso que desconsidera valores sociais desprovidos de qualquer conteúdo econômico. É o que se costuma denominar, na doutrina, proteção em tempos de paz.”
O conceito de delimitação do patrimônio cultural e suas diferentes formas – Lista do Patrimônio Mundial ou Lista do Patrimônio Mundial em Perigo – é tratado aqui como parte fundamental do trabalho, uma vez que elucida de vez por todas as diferentes etapas de inscrição de um bem cultural na Lista do Patrimônio Mundial e seus critérios e garantindo aos que se dedicam à preservação de bens culturais o conhecimento aprofundado sobre a questão. A legislação brasileira que se relaciona direta ou indiretamente com a convenção é também apresentada aos que buscam na lei o entendimento da matéria.
O prefaciador desta obra, o Prof. Dr. Guido Soares, nos desperta para o significado que a proteção vem ganhando nos dias de hoje, tempos de paz, mas de eterna vigilância em relação ao planeta e ao nosso hábitat: “na visão do desenvolvimento sustentável, a preservação do patrimônio natural e cultural, que constitui o hábitat do ser humano, decorre dos deveres de preservar aquilo que não se pode reconstruir, uma vez destruído. E tais deveres são referíveis a quaisquer seres que integram o conceito de humanidade, entidade sem fronteiras, que existe onde haja homens e mulheres.”
Sem dúvida alguma, uma obra singular, que não poderá faltar àqueles que se dedicam à preservação de nosso patrimônio cultural e ao fomento de nossas cidades históricas reconhecidas como patrimônio da humanidade.
Sobre o autor
Fernando Fernandes da Silva é advogado, mestre em Direito Internacional pela Universidade de São Paulo (USP), professor de Direito Internacional do Meio Ambiente no curso de especialização de Direito Ambiental da Faculdade de Saúde Pública da USP/NISAM. Professor de Direito Internacional da Faculdade de Direito de Sorocaba. Realizou pesquisas na sede da UNESCO, em Paris, nos anos de 1994 e 1997, e foi pesquisador bolsista do Instituto Internacional para a Unificação do Direito Privado (UNIDROIT), em Roma, no ano de 1999. No período de 2001 a 2002 foi bolsista do Fundo Ryoichi Sasakawa/USP para a realização de pesquisas sobre a proteção dos bens culturais.
Ficha Técnica

Título: AS CIDADES BRASILEIRAS E O PATRIMÔNIO CULTURAL DA HUMANIDADE
Autor:Fernando Fernandes da Silva
Editora Peirópolis e Edusp – 2003

+info>> paulomoura@webcable.com.br (mailto:paulomoura@webcable.com.br)

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

NOTA PÚBLICA SOBRE OS PROCESSOS DE IMPUGNAÇÃO NAS ELEIÇÕS PARA O CMDUA.

O IAB-RS expressa preocupação em relação à ausência de registro dos pedidos de impugnação apresentados pelo instituto no âmbito do processo eleitoral das entidades de classe ligadas ao planejamento urbano no Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA). Conforme o cronograma estabelecido no edital 006/2023, utilizando os critérios estipulados no item 2.11 do referido edital, foi emitido um documento elencando 23 entidades que não demonstram caráter de atividades relacionadas ao planejamento urbano. Isso ocorreu após análise apropriada e indicação da regularidade dessas entidades para participação nas eleições do CMDUA.

Leia Mais →

Arquitetos vencedores do concurso de requalificação do Lago Joaquina apresentam projeto

Na tarde desta quarta-feira (10), os arquitetos e urbanistas do escritório OCRE, vencedores do Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier, receberam a premiação de R$50 mil, assinaram o contrato de realização do projeto executivo e apresentaram a proposta vencedora para membros da Administração Municipal e comunidade.

Leia Mais →

Revelados os vencedores do Prêmio IAB-RS etapa estadual

Durante a Noite da Arquitetura, evento promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), foram revelados os vencedores do prêmio IAB-RS José Albano Volkmer para as turmas de 2022. O evento foi marcado, também, pela posse do conselho do CAU/RS para o triênio 2024-2026.

Leia Mais →

Outras Notícias

IAB-RS assina acordo para consultoria no programa RS Seguro COMunidade

O Governador do Estado, Eduardo Leite, lançou, na manhã do dia 15 de dezembro, o programa RS Seguro COMunidade, no Palácio Piratini, em Porto Alegre. Desenvolvido no âmbito do RS Seguro, a iniciativa integra o eixo voltado para políticas sociais preventivas e transversais, cujo foco de atuação são os territórios em situação de vulnerabilidade socioeconômica e com indicadores elevados de crimes violentos letais e intencionais, consumados ou tentados. O o IAB-RS realizará três concursos nacionais, em que serão selecionados projetos urbanísticos integrados para três localidades: Umbu, Rubem Berta e Santa Tereza.

Leia Mais →

ARQUITETOS DE PORTO ALEGRE VENCEM CONCURSO QUE IRÁ REQUALIFICAR LAGO JOAQUINA RITA BIER EM GRAMADO

Na noite desta quarta-feira (13/12) foi realizada em Porto Alegre a cerimônia de divulgação dos vencedores do “Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier em Gramado, RS”, promovido pela Prefeitura Municipal de Gramado (RS) com organização do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB-RS) e apoio da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP) e do IAB-RS Núcleo Hortênsias. Os grandes vencedores da noite foram os arquitetos e urbanistas Thiago Yuuki Kajiwara, Ananda Maciel Oliveira e Diego Flamia, do escritório OCRE Arquitetura, de Porto Alegre.

Leia Mais →

Prêmio IAB-RS recebe inscrições até o dia 13 de dezembro

Arquitetos e urbanistas das turmas de 2022 têm até as 23h59 do dia 13 de dezembro para inscrever o seu trabalho de conclusão de curso (TCC) no prêmio IAB-RS José Albano Volkmer, edição 2023. A iniciativa, concebida em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), premiará as ideias mais inovadoras e seus projetos inspiradores.

Leia Mais →

Resultado do Julgamento do Concurso de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier será divulgado no dia 13/12

A Prefeitura de Gramado (RS) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB RS) promovem na quarta-feira (13/12) a cerimônia de divulgação do resultado do julgamento das propostas para o “Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier em Gramado, RS”. Haverá transmissão ao vivo pelo canal do IAB RS no YouTube, diretamente da sede do IAB RS, em Porto Alegre, a partir das 19 horas, com a participação de membros do Executivo Municipal de Gramado.

Leia Mais →