Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Conselheiro da Região 1 se manifesta

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em decorrência do prazo de fechamento do último InfoIAB-RS, que ocorre no início da tarde do dia 7 de novembro e foi ao ar no dia 10, a Secretaria Municipal de Planejamento (SMP) e os representantes da Região 1 do Plano Diretor não foram ouvidos na matéria sobre a anulação do processo eleitoral. Conforme a assessoria de imprensa da SMP, o secretário Carlos Eduardo Vieira, em reunião no dia 11 de novembro, explanou que a questão aguarda decisão judicial e que a Procuradoria do Município está cuidando do assunto, tentando cassar a liminar. Também falou que as reuniões do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental – CMDUA continuam mas sem a participação do conselheiro da Região 1 e que se a decisão for por nova eleição a secretaria vai acatar a determinação. O arquiteto Samuel Quintana de Souza, que assina a cabeça da chapa vencedora na eleição realizada no dia 25 de setembro, afirma que ainda é o conselheiro da Região 1, considerando não haver cassação, e sim suspensão. “O processo eleitoral foi extremamente democrático e conduzido de forma amplamente acordada, como tradicionalmente ocorre nos fóruns de planejamento. A SMP teve comportamento impecável, tentando pactuar soluções num processo que durou mais de duas horas, quando foi aceita a votação por aclamação. “Como havia 80 vagas para delegado e 83 inscritos, foi acordado que todos seriam eleitos, eliminando a votação por cédula”, diz o urbanista. “Houve a derrota estrondosa da chapa 2, liderada pelo arq. Füller, fato que propiciou esta ação, movida por cinco associações que lhe dão apoio, e que no biênio 2000/2002 este mesmo grupo tomou o poder, destituído o então conselheiro eleito da Região, declara. Samuel considera esta posição “extremamente autoritária, ao não reconhecer uma decisão eleitoral, que a chapa adversária não tem a visão da região Centro como um todo e quer fazer do Fórum de Planejamento uma arena para colocar suas questões pontuais, quando na verdade a Região 1 é composta por 19 bairros. Prova disso foi o incidente truculento criado pelo mesmo grupo na reunião que precedeu a medida suspensiva: comparecendo em grande número e de posse de uma ata do fórum anterior quiseram impor a decisão de alternar a cada fórum o coordenador dos trabalhos, constrangendo os novos conselheiros e delegados da região”. Para Samuel, a fraude não está constituída e o mérito da ação será julgado. “Estamos imbuídos de construir um fórum paralelo, com todas entidades que nos deram apoio, embora oficialmente não estejamos participando das reuniões. Este fórum alternativo temporário deve acompanhar o andamento dos resultados do Congresso da Cidade e demais demandas de interesse da região. Vera Pinto
Assessoria de Imprensa IAB-RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias