Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Edital do Concurso de Cartaz Para o XXV EREA Sul – Porto Alegre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Comissão Organizadora do XXV Encontro Regional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo da Regional SUL – XXV EREA PORTO ALGRE -, que será realizado na cidade de Porto Alegre/ RS, de 27 de abril a 1º maio de 2006, convida os estudantes de Arquitetura e Urbanismo de todo país a participarem do concurso para o cartaz de divulgação do encontro. TEMA De que vale? “Cada vez que a sociedade passa por um processo de mudança, a economia, as relações sociais e políticas também mudam, em ritmos e intensidades variados”. A mesma coisa acontece em relação ao espaço e à paisagem que se transforma para se adaptar às novas necessidades da sociedade. (…) “De outro lado, muitas mudanças sociais não provocam necessária ou automaticamente modificações na paisagem”. SANTOS, Milton. Pensando o Espaço do Homem. O ambiente é a materialização das necessidades e desejos de uma sociedade, em toda a abrangência de coisa indispensável, mas também forçosa do necessitar, e de vontade de possuir, mas também de ambição do desejar. Necessidades e desejos são determinados, entre outros, por valores morais e éticos suscetíveis a (por outro lado, determinantes de) fatores culturais, sociais e econômicos daquela sociedade. Os valores definem, portanto, as relações sociais que influenciam o ambiente, o habitat humano. Valor 1. coragem, valentia. 2. Qualidade que faz estimável alguém ou algo; valia. 3. Importância de determinada coisa; preço, valia. 4. Legitimidade, validade. 5. significado rigoroso de um termo. Nossa sociedade vive um momento em que se mostram necessárias revisões de valores, visando a relações sociais mais solidárias, justas e igualitárias. Princípios arraigados na sociedade de consumo do capitalismo de mercado, como o individualismo estimulado pela concorrência e a incessante busca pelo lucro imediato representam outros tantos valores de validade, no mínimo, questionáveis. A cidade, lugar das relações sociais contemporâneas, é materialização destes valores. Quais os valores que criaram nossas cidades e quais definem seu desenvolvimento? Quais os que definirão a cidade do futuro? Serão os mesmos valores que se apresentam na cidade do presente? Se novos valores transformam as relações sociais, criando novas demandas espaciais, podem novos espaços fortalecer a regeneração de valores e a transformação das relações sociais? E, ao arquiteto, projetista de novos espaços, cabe analisar os valores da sociedade e fazer deles condicionantes de projeto? Ele é capaz de perceber e compreender os valores e as relações sociais pertinentes ao espaço que desenha? Pode o arquiteto influenciar, através de sua obra ou de sua prática profissional influenciar tais valores? Há valores de importância maior que o arquiteto deve, então, absorver em sua busca por melhores respostas às novas demandas da sociedade? O XXV EREA será o espaço para sentir, questionar, afirmar e viver novas relações sociais, através da percepção dos valores que as fundamentam; e Porto Alegre e a Cidade EREA será o espaço, o laboratório para experimentação, quiçá, de um novo processo criativo. De que vale A CIDADE?
De que vale A CASA?
De que vale O ARQUITETO?
De que vale O XXV EREA SUL – PORTO ALEGRE – ABRIL DE 2006 CONTEÚDO DO CARTAZ EREA SUL – Porto Alegre 2006
XXV Encontro Regional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo
Tema: DE QUE VALE?
Data: 27 de abril a 1º de maio
Realização: Comissão Organizadora do XXV EREA
FENEA – Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura REGULAMENTO DE APRESENTAÇÃO O formato do cartaz deverá ser em formato A2 (420x594mm), contendo margem de 1 cm em cada lado, sem quaisquer referência que permita identificar a autoria. O espaço reservado ao patrocínio é de 15% da área total do cartaz. O envio do arquivo deverá ser feito por e-mail ou por CD-ROM, podendo ser em arquivo.jpg, Corel Draw ou PhotoShop. A técnica utilizada para a elaboração dos trabalhos é livre, levando em consideração a necessidade de sua reprodução mecânica (sistema CMYK / policromia). O layout do cartaz deverá ser flexível em relação à sua aplicação, pois poderá ser utilizado no projeto visual do encontro. Deve-se prever que, em uma redução para o formato A4, a logotipo seja legível em, pelo menos, 3 (três) cm de altura. DISPOSIÇÕES GERAIS Os membros da Comissão Organizadora e/ou Julgadora não poderão participar do concurso. Não serão aceitos os trabalhos que: sejam entregues atrasados; possuam quaisquer tipos de marcas que possam identificar e revelar a identidade de seu autor; não seja feito em software e com os devidos requisitos;
O cartaz premiado será propriedade da Comissão Organizadora, podendo esta usufruir a imagem livremente, ao que se refira ao encontro. Também a Comissão Organizadora poderá realizar modificações no cartaz vencedor, incluindo-lhe textos adicionais por exemplo, se assim achar necessário e com aviso prévio ao autor.
O vencedor (a) se responsabiliza em entregar em formato solicitado com resolução mínima de 300dpi.
O original, em sua apresentação final, deverá incluir o(s) nome(s) do(s) autor(es) em um dos cantos.
Casos omissos, serão resolvidos pela Comissão Organizadora do XXV EREA. O envio da proposta implicará na aceitação do presente regulamento.
INSCRIÇÕES E ENVIO DOS TRABALHOS
As inscrições acontecem a partir da data desta publicação, com prazo máximo de envio encerrando-se no dia 8 de fevereiro de 2006. Serão aceitos os trabalhos enviados até o referido dia para:
Email: concursocartaz_ereapoa@yahoo.com.br (mailto:concursocartaz_ereapoa@yahoo.com.br)
ou
No endereço:
C.A.L.A.U. – Centro Acadêmico Livre de Arquitetura e Urbanismo
UNISINOS – Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas – Centro 6
Av. Unisinos, 950 – Bairro Cristo Rei
CEP 93.022-000 – São Leopoldo – RS – Brasil
Obs.: Cada candidato pode participar com mais cartazes, contanto que enviados separadamente. Juntamente com o envio do material deverá constar a ficha de inscrição, tanto por email quanto postada no correio.
COMISSÃO JULGADORA
O julgamento será realizado pela própria comissão organizadora do XXV EREA Porto Alegre 2006. A comissão estabelecerá os critérios de avaliação, não cabendo recursos de suas decisões.
A escolha do trabalho vencedor será no dia 10 de fevereiro de 2006.
RESULTADO
O resultado será divulgado via e-mail para todos participantes do concurso. O vencedor será notificado via e-mail, telefone ou telegrama.
PREMIAÇÃO
O trabalho vencedor receberá duas inscrições para o XXV EREA SUL – Porto Alegre 2006.
A indicação dos nomes por parte do vencedor deverá ser previamente identificada até o prazo de encerramento das inscrições no site.
Caso os indicados à premiação não compareçam, será automaticamente anulada a premiação. Todos os trabalhos enviados poderão ser expostos durante o evento.
Porto Alegre, 23 de janeiro de 2006.
COMORG XXV EREA SUL PORTO ALEGRE 2006

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Nota pública: Suspensão da urbanização da Fazenda do Arado

A fazenda do Arado é patrimônio ambiental, arqueológico, histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico de Porto Alegre, constituindo-se de uma zona primordial para manutenção de espécies da fauna e da flora, sujeita a enchentes e alagamentos por encontrar-se abaixo da cota de inundação do Guaíba. A zona serve como espaço de extravasamento natural do Guaíba, importante de ser preservado. O IAB RS reitera a necessidade de atenção máxima por parte dos governantes, sociedade civil, entidades e instituições às questões ambientais e suas relações com a cidade.

Leia Mais →

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →