Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Levantamento acústico do edifício Edel Trade Center

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O dia 8/fev/2000 foi realizada uma visita às Salas 1001 e 1002 do Edifício Edel Trade Center – Porto Alegre – com o intuito de minimizar o nível sonoro existente. O nível sonoro detectado é o resultado da presença próxima de uma torre de arrefecimento e bombas do sistema de ar condicionado. Como resultado do levantamento acústico foi detectado que os níveis sonoros em diferentes pontos não apresentam variações significativas; assim sendo, foi considerado o valor global igual a 60,9 dB(A) – média aritmética de níveis sonoros em oito pontos – como o valor de referência. Também, foi realizado levantamento por freqüência, (centro de oitava); estes valores apresentam-se sobrepostos à gráfica da Norma Técnica 10152 do IBNT, em apenso. (A citada Norma apresenta, para cada atividade dois valores: o primeiro é o nível sonoro para conforto, o segundo, é um nível sonoro aceitável para a finalidade; este critério é aplicado tanto para valores globais quanto para as “curvas NC”).
Esses valores são:
Salas de Reunião: 30 a 40 dB(A)
Salas de Gerência: 35 a 45 dB(A)
Salas de Administração: 35 a 45 dB(A)
Salas de “Mecanografia”: 50 a 60 dB(A)
A Norma, apresenta, também, “curvas NC” que não deverão ser ultrapassadas:
Salas de Reunião: NC 25 a 35
Salas de Gerência: NC 30 a 40
Salas de Administração: NC 30 a 40
Salas de “Mecanografia”: NC 45 a 55
Observa-se que os valores registrados ultrapassam os máximos admissíveis, sejam estes “de conforto” ou “aceitáveis”. Assim sendo foram realizadas as seguintes orientações: 1. Instalação de forro de gesso cartonado duplo (duas chapas) na totalidade do local; 2. Os locais mais sensíveis poderão ser protegidos com mas uma camada de gesso cartonado; 3. Sugere-se manter o forro existente, fechando os pontos de instalação de luminárias, bocas de ar condicionado, etc., assim como, evitar os “negativos” desse forro. 4. Por em cima do forro será colocada uma manta de lã de vidro ou de rocha de 5cm de espessura e de uma densidade aparente igual ou maior a 30 kg/m3. 5. As paredes que conformam a caixa da escada e do duto vertical próximo ao banheiro, deverão ser protegidos com uma parede simples de gesso cartonado. Sugere-se, também, a instalação de uma porta na chegada da escada no pavimento. 6. Todos aqueles elementos (luminárias, saídas ou retornos do ar condicionado, etc.) embutidos no forro, deverão ser protegidos por uma camada de igual espessura que a do forro. 7. Os locais mais sensíveis deverão estar localizados perto das áreas perimetrais. 8. A “decoração” deverá providenciar soluções com materiais de por si, absorvedores acústicos: forração com feltro por embaixo, cortinas “espessas”, cadeiras e poltronas “macias”, etc. 9. Aconselha-se a instalação de “Música Ambiental” com clara inclinação paras freqüências médias e baixas. A previsão é a de atingir o valor global de 48,5 dB(A) no ponto mais crítico.

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias