Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Carta ao Itamaraty pede concursos públicos para construção de embaixadas do Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Coordenador de Relações Institucionais do IAB, Carlos Fernando de Souza Leão Andrade, enviou ao Itamaraty uma carta solicitando ao Embaixador Edgar Telles Ribeiro a realização de Concursos Públicos para a construção dos prédios das embaixadas do Brasil na Nigéria e em Moçambique. Leia abaixo o conteúdo da carta. CARTA AO ITAMARATY Rio de Janeiro, 07 de Dezembro de 2004. Exmo. Sr. Embaixador
Edgar Telles Ribeiro Md. Diretor do Departamento Cultural do Ministério de Relações Exteriores
Esplanada dos Ministérios Palácio Itamaraty
Anexo II 2o. andar sala 11 Prezado Senhor, Em nosso recente encontro havido em 24 de novembro último, convergimos para a idéia de que a arquitetura é resultado do esforço cultural coletivo de um povo e um cartão de apresentação do estágio de desenvolvimento tecnológico de um país. Na ocasião, consideramos ainda que, por décadas, a arquitetura brasileira desincumbiu-se adequadamente destes objetivos. Há poucos dias, ainda, Senhor Embaixador, tivemos pelos jornais, a grata notícia de que o Governo do Brasil irá, no ano de 2005, iniciar a construção de nossas representações na Nigéria e em Moçambique e, com isto, consideramos ser esta uma rara oportunidade de reafirmar nosso entendimento acima exposto, e propor ao Ministério das Relações Exteriores, através de V. Exa., a realização de concursos públicos para os projetos de arquitetura para os dois prédios.
Sabemos que, por lei, os projetos devem ser licitados e, ainda, que concursos são formas de licitação. Mas devemos considerar, contudo, que concursos são oportunidades ímpares de discussão da produção cultural que, infelizmente, ocorrem pouco em nosso país, sendo prática comum, nos demais. Uma Embaixada, por seu turno, e ninguém melhor do que V. Exa. para compartilhar desta idéia, é a feição do país no Exterior. Berlim, ao retornar ‘a condição de Capital da República Federal Alemã, tornou-se também uma vitrine da produção arquitetônica mundial, através das novas embaixadas, malgrado tenha o governo brasileiro optado por alugar um prédio lá existente.
O Governo do Presidente Luis Inácio Lula da Silva tem sido sensível a estas questões: a INFRAERO contratou o projeto do novo Aeroporto de Florianópolis através de concurso e já prepara outro para o de Uberlândia. A Caixa Econômica Federal acaba de realizar mais uma edição de seu Prêmio, no qual 11 terrenos foram disponibilizados, em todo o Brasil, para projetos. Mais de cem equipes se inscreveram!
O Instituto de Arquitetos do Brasil tem experiência de mais de oito décadas na realização de concursos e se coloca ‘a disposição de V. Exa. e desse Ministério para realizar o certame. Estamos certos de que com isto estaremos reafirmando nossa crença de que a Arquitetura Brasileira se equipara ‘as melhores produções mundiais e que pode, e deve, estar ‘à frente de nossas representações diplomáticas em todo o mundo, dando nossa contribuição a este notável esforço de nosso governo de aumentar a presença do Brasil nos mais diversos continentes.
Certo, pois, de vossa acolhida, coloco-me à disposição para eventuais esclarecimentos.
No ensejo, renovo protestos de alta estima e distinta consideração.
Atenciosamente,
Carlos Fernando de Souza Leão Andrade
Coordenador de Relações Institucionais

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →

Nota pública em apoio às familias atingidas pelas enchentes no RS

O IAB-RS manifesta solidariedade às famílias atingidas pelas inundações e enchentes no Rio Grande do Sul. Os eventos de chuvas extremas estão se mostrando uma realidade com recorrência no nosso estado. O momento pede a soma de esforços de todos os setores da sociedade para ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade.

Leia Mais →