Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Concursos públicos – IAB-RS considera necessário refletir sobre o tema

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Os concursos públicos de projetos de arquitetura, de urbanismo e de paisagismo para espaços e edifícios públicos carecem, no momento, de um amplo debate. A legislação brasileira sobre a contratação de projetos e serviços não tem evoluído de forma adequada. Tanto no período monárquico do século XIX, como no republicano das três primeiras décadas do século XX, as obras públicas de caráter excepcional não deixaram de passar por algum processo de seleção sob a forma de concurso público de projetos. Com o advento da legislação profissional, segundo o Decreto Lei Federal 23.569/33 e, em especial, a Lei Federal 5.194/66, a escolha de projetos passou a ser disciplinada mais claramente na legislação. O artigo 83, desta Lei, ordenava que “Os trabalhos profissionais relativos a projetos não poderão ser sujeitos a concorrência de preço, devendo, quando for o caso, ser objeto de concurso.” Já revogado pela Lei Federal 8.666/93, o concurso passou a ser conceituado como uma das modalidades de licitação entre quaisquer interessados “para escolha de trabalho técnico, científico ou artístico, mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores, conforme critérios constantes de edital publicado na imprensa oficial com antecedência mínima de 45 (quarenta e cinco) dias”, conforme o parágrafo 4º do artigo 22. O concurso público é, sem sombra de dúvida, a forma mais democrática de contratação de projetos e o IAB-RS tem já consolidado seu desempenho na coordenação deste tipo de certame. O acesso é permitido a todos os interessados e ampliam-se as oportunidades para o estabelecimento de sempre novos critérios para seleção e julgamento por parte do corpo de jurados. O edital define o programa e o debate permanente entre os promotores, o IAB-RS e os arquitetos acrescenta sempre novas concepções que objetivam o aprimoramento do processo de seleção. Observa-se, por outro lado, que a Administração Pública tem licitado serviços de consultoria para planejamento e fiscalização de obras e, em muitos casos, insere a contratação de projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo no mesmo pacote de serviços. Ora, esta forma de encaminhamento exclui a possibilidade da manifestação da opinião pública e da crítica especializada, indispensáveis para o aprimoramento permanente do processo de contratação de projetos com recursos públicos. Tais empreendimentos pressupõem um amplo e democrático debate sobre a definição dos critérios e dos valores que devem nortear o concurso de projetos.
O IAB-RS considera, pois, indispensável a reflexão sobre o tema, apelando às autoridades públicas para que priorizem a realização de concursos públicos, pois o único objetivo do IAB-RS e dos arquitetos, em particular, é o aprimoramento do processo de produção da arquitetura, do urbanismo e do paisagismo, aberto, democrático e adequado ao desenvolvimento cultural de nosso país. Arq. Francisco Danilo Landó
Presidente IAB-RS – gestão 2000/2001

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →

Nota pública em apoio às familias atingidas pelas enchentes no RS

O IAB-RS manifesta solidariedade às famílias atingidas pelas inundações e enchentes no Rio Grande do Sul. Os eventos de chuvas extremas estão se mostrando uma realidade com recorrência no nosso estado. O momento pede a soma de esforços de todos os setores da sociedade para ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade.

Leia Mais →