Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Demétrio Ribeiro recebe o prêmio Colar de Ouro do IAB-DN

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

No dia 26 de janeiro o arquiteto e professor Demétrio Ribeiro recebeu, no Rio de Janeiro, o Colar de Ouro do Instituto de Arquitetos do Brasil. Esta láurea visa homenagear os profissionais da área que se destacam por sua atuação em prol do desenvolvimento da Arquitetura no país. A escolha foi unânime por parte da Comissão formada pelos ex-presidentes da entidade. De que forma este gaúcho de Alegrete, calmo e discreto, de quem se conhece poucos projetos arquitetônicos, adquiriu esta projeção nacional? Demétrio Ribeiro optou pela Arquitetura quando ainda não existia escolas no Rio Grande do Sul. Estudou no Uruguai, onde o curso foi criado no fim do século XIX e tinha uma tradição de ensino muito marcada pela cultura francesa, ensino acadêmico, que dava importância tanto à estética e ao desenho, quanto aos aspectos técnicos da construção, preparando os estudantes para o trabalho que os esperava fora. Voltando ao Brasil, e tendo que revalidar o diploma submetendo-se a exame rigoroso, veio para Porto Alegre onde havia seis arquitetos, dos quais somente dois formados no Brasil. Naquela época havia uma expectativa e um surto de valorização da arquitetura, chamada brasileira, de Niemeyer, que teve seu inicio no fim da década de 30. Em 1945 o diretor do Instituto de Belas Artes tomou a iniciativa de fundar um Curso de Arquitetura e Demétrio Ribeiro começou a lecionar. Em seguida a escola de Engenharia criaria outro e da fusão destes é que surgiu a Faculdade de Arquitetura, da qual foi um dos fundadores. Foi neste momento que começou a consciência, aqui, da existência de uma arquitetura nacional e o novo curso procurou se identificar com o da Escola Nacional de Engenharia de fazer da arquitetura uma de suas especializações. Houve debates muito singulares dos quais Demétrio participou ativamente. Também participou da criação do Departamento do Rio Grande do Sul do Instituto de Arquitetos, em 1948, e a arquitetura começou a ter presença no Sul. Desde então tem sido constante em todas as atividades ligadas ao desenvolvimento da profissão e suas idéias passaram a ser respeitadas em todo o país. Profissionalmente sempre teve mais atração pelo urbanismo, que julga uma atividade política e comunitária, apesar de ter participado de vários concursos de projetos, como o do Colégio Júlio de Castilhos. Acredita que o espaço urbano, corretamente, seria o espaço de todos, onde todos se encontram. Sempre preocupa suas idéias socialistas, que sempre defendeu corajosamente…. E é devido a tudo isto que se faz jus à homenagem, não somente por seus projetos, mas principalmente por ser um pensador, por sua filosofia de defesa dos aspectos humanos da profissão e por sua participação em todos os movimentos que granjearam respeito para a atividade dos arquitetos.

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Documentário “Vozes da arquitetura Porto Alegrense” encerra programação de aniversário do IAB RS

O último dia da programação especial que comemorou os 76 anos do IAB RS foi marcado pela exibição do documentário “Vozes da Arquitetura Porto Alegrense”. O filme, produzido pela entidade com apoio institucional do CAU/RS, reuniu depoimentos de 19 profissionais, que falaram sobre a profissão e suas percepções envolvendo aspectos como criatividade, coletividade e outros significados. Além da exibição, foram anunciados dois editais de cultura. 

Leia Mais →

NOTA PÚBLICA

As entidades Associação dos Técnicos de Nível Superior de Porto Alegre (Astec), Instituto de Arquitetos do Brasil – Depto Rio Grande do Sul (IAB RS), Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico (IBDU), ONG Acesso Cidadania e Direitos Humanos e Sociedade de Economia do Rio Grande do Sul (SOCECON) entraram com ação ordinária a fim de denunciar irregularidades identificadas no edital e processo eleitoral do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental – Biênio 2024/2025. 

Leia Mais →

Desafios do planejamento urbano e gestão em Porto Alegre foram temas de debate no IAB RS

A relação envolvendo o setor imobiliário e a administração pública na Capital, bem como os desdobramentos da revisão do Plano Diretor e as eleições para o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA), foram alguns dos tópicos abordados no debate “Planejamento Urbano e Gestão: desafios atuais e perspectivas futuras para Porto Alegre”, que ocorreu no dia 28 de março na sede do IAB RS, em Porto Alegre.

Leia Mais →

Outras Notícias

Arquiteta Enilda Ribeiro é homenageada em evento do IAB RS

Para comemorar os 76 anos do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB RS), a entidade planejou uma série com três eventos especiais para debater a profissão, relembrar a história e preservar memórias. Na primeira atividade, a palestra “Acervos em arquitetura e urbanismo – homenagem a Enilda Ribeiro” promoveu o encontro entre o professor da FAUUSP e coordenador da biblioteca da FAUUSP, Eduardo Costa; o membro do conselho consultivo do Centro de Memória CAU/RS, José Daniel Simões; e a copresidente do IAB RS e responsável pelo projeto documental, Bruna Tavares. 

Leia Mais →

IAB RS participa do painel RS Seguro COMunidade no South Summit

A copresidente Clarice Oliveira falou sobre a importância dos Concursos Públicos de Projeto e dos processos participativos que o IAB RS vem implantando junto ao governo do Estado. Durante sua fala, destacou que “o IAB RS desenvolve concursos de projeto urbanístico integrai que tem como um pilar muito importante a participação da comunidade no processo inicial de elaboração do programa de necessidades, que vai constituir as bases do concurso público de projetos”.

Leia Mais →

Arquiteta Enilda Ribeiro é destaque na coluna Almanaque, da Zero Hora

Enilda foi uma das primeiras mulheres a ser diplomada no curso específico em Arquitetura no Rio Grande do Sul. Além e ter lutado pela criação do curso superior de graduação na URFGS, foi presidente do IAB/RS entre 1980 e 1981. “Eu gostaria muito de ter conversado, em algum momento, com ela sobre os desafios que foram enfrentados, tanto no IAB-RS quanto em nível nacional, onde ela articulou a construção de ideias e diretrizes para a formação de um conselho próprio de arquitetura e urbanismo”, declarou a co-presidente do IAB/RS, Bruna Tavares.

Leia Mais →