Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Desenho Universal – projetando para a diversidade de usuários

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Avanços tecnológicos do século XX e mudanças sócio-culturais alteraram a situação de dependência das pessoas portadoras de deficiência, que passam, então, a reivindicar efetiva acessibilidade às mais diversas atividades. No Brasil, atualmente, os dispositivos legais exigem a supressão de barreiras arquitetônicas nos edifícios e espaços de uso público. Criar condições de acessibilidade nos espaços construídos é um problema complexo e não pode ser reduzido a uma mera eliminação de barreiras físicas – como a utilização de rampas no lugar de escadas. Estas soluções de acessibilidade para os portadores de deficiência física são mais fáceis de serem resolvidas, porém não contemplam as barreiras que os demais grupos portadores de deficiência precisam vencer. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), os 10% da população mundial portadora de algum tipo de deficiência distribui-se em: 5% mental, 2% físico-motora, 0,5% visual e 1% múltipla. No Brasil, isto significa que temos aproximadamente 16 milhões de pessoas portadoras de algum tipo de deficiência permanente. Ao buscar soluções arquitetônicas que atendam as necessidades especiais destes grupos, os arquitetos cada vez mais se tornam conscientes da necessidade de inclusão de todos os usuários, entre eles, os que enfrentam dificuldades temporárias: as crianças, pessoas muito idosas, as gestantes, aqueles que sofrem fraturas…. Esta nova visão da arquitetura recebeu nos últimos anos o nome de Desenho Universal.

Para possibilitar a atuação profissional que contemple a inclusão é urgente a atualização de conhecimentos sobre as diferentes habilidades e limitações dos usuários e, principalmente, das pessoas portadoras de necessidades especiais. Qualquer projeto – e não apenas centros para idosos ou escolas de educação especial, por exemplo – pode incorporar, desde sua fase inicial, esta nova postura profissional. As fotos ilustram bons exemplos de inclusão de crianças com diferenças antropométricas, ou que possam apresentar restrições de movimento, percepção ou compreensão na escola de inglês Jack’n’Jill, em Porto Alegre. Aberturas de vidro na porta, dispostas em duas alturas, permitem a visualização por pessoas de estatura variada, ou por cadeirantes. A sinalização de percurso em diferentes cores e texturas estimulam os sentidos, facilitam a informação e orientação para todos e, em especial, aos deficientes visuais. Boas soluções de Desenho Universal passam despercebidas, sendo atrativas para todos os usuários. Vera Helena Bins Ely, Dr. Eng
Marta Dischinger, PhD

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Documentário “Vozes da arquitetura Porto Alegrense” encerra programação de aniversário do IAB RS

O último dia da programação especial que comemorou os 76 anos do IAB RS foi marcado pela exibição do documentário “Vozes da Arquitetura Porto Alegrense”. O filme, produzido pela entidade com apoio institucional do CAU/RS, reuniu depoimentos de 19 profissionais, que falaram sobre a profissão e suas percepções envolvendo aspectos como criatividade, coletividade e outros significados. Além da exibição, foram anunciados dois editais de cultura. 

Leia Mais →

NOTA PÚBLICA

As entidades Associação dos Técnicos de Nível Superior de Porto Alegre (Astec), Instituto de Arquitetos do Brasil – Depto Rio Grande do Sul (IAB RS), Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico (IBDU), ONG Acesso Cidadania e Direitos Humanos e Sociedade de Economia do Rio Grande do Sul (SOCECON) entraram com ação ordinária a fim de denunciar irregularidades identificadas no edital e processo eleitoral do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental – Biênio 2024/2025. 

Leia Mais →

Desafios do planejamento urbano e gestão em Porto Alegre foram temas de debate no IAB RS

A relação envolvendo o setor imobiliário e a administração pública na Capital, bem como os desdobramentos da revisão do Plano Diretor e as eleições para o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA), foram alguns dos tópicos abordados no debate “Planejamento Urbano e Gestão: desafios atuais e perspectivas futuras para Porto Alegre”, que ocorreu no dia 28 de março na sede do IAB RS, em Porto Alegre.

Leia Mais →

Outras Notícias

Arquiteta Enilda Ribeiro é homenageada em evento do IAB RS

Para comemorar os 76 anos do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB RS), a entidade planejou uma série com três eventos especiais para debater a profissão, relembrar a história e preservar memórias. Na primeira atividade, a palestra “Acervos em arquitetura e urbanismo – homenagem a Enilda Ribeiro” promoveu o encontro entre o professor da FAUUSP e coordenador da biblioteca da FAUUSP, Eduardo Costa; o membro do conselho consultivo do Centro de Memória CAU/RS, José Daniel Simões; e a copresidente do IAB RS e responsável pelo projeto documental, Bruna Tavares. 

Leia Mais →

IAB RS participa do painel RS Seguro COMunidade no South Summit

A copresidente Clarice Oliveira falou sobre a importância dos Concursos Públicos de Projeto e dos processos participativos que o IAB RS vem implantando junto ao governo do Estado. Durante sua fala, destacou que “o IAB RS desenvolve concursos de projeto urbanístico integrai que tem como um pilar muito importante a participação da comunidade no processo inicial de elaboração do programa de necessidades, que vai constituir as bases do concurso público de projetos”.

Leia Mais →

Arquiteta Enilda Ribeiro é destaque na coluna Almanaque, da Zero Hora

Enilda foi uma das primeiras mulheres a ser diplomada no curso específico em Arquitetura no Rio Grande do Sul. Além e ter lutado pela criação do curso superior de graduação na URFGS, foi presidente do IAB/RS entre 1980 e 1981. “Eu gostaria muito de ter conversado, em algum momento, com ela sobre os desafios que foram enfrentados, tanto no IAB-RS quanto em nível nacional, onde ela articulou a construção de ideias e diretrizes para a formação de um conselho próprio de arquitetura e urbanismo”, declarou a co-presidente do IAB/RS, Bruna Tavares.

Leia Mais →