Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Grande vencedor do Concurso do Espaço do Arquiteto do CAU/RS é de Porto Alegre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Na noite da quarta-feira, dia 28/09, ocorreu na sede do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB RS) a Cerimônia de Divulgação dos Vencedores do Concurso Público Nacional de Arquitetura de Interiores para o Espaço do Arquiteto do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul – CAU/RS, localizado na capital gaúcha.O concurso é uma promoção do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS) com organização do IAB RS.
 

O evento, que começou com falas explicativas da Comissão Organizadora, composta por Pedro Xavier de Araujo como Coordenador e Marcelo Arioli Heck como Coordenador Adjunto, contou a participação das arquitetas e urbanistas Aline Fuhrmeister e Tânia Bertolucci da Comissão Julgadora na leitura da ata. No total, foram 42 inscritos e 37 propostas enviadas de nove estados brasileiros, sendo a maioria do Rio Grande do Sul. "Desde o lançamento do Concurso até a data de hoje foram três meses de trabalho onde cumprimos todos os prazos", comemorou Marcelo Arioli Heck.
 

Para Tiago Holzmann da Silva, Presidente do IAB RS, um aspecto que diferencia o Concurso Público das demais maneiras de licitar é a clara definição do objeto e a precisão do valor dos honorários. “Ganha o profissional arquiteto e urbanista, ganha o promotor do concurso e ganha a sociedade com uma edificação ou espaço de qualidade. Nós estamos aqui também para celebrar esta forma de contratação”, concluiu.

Joaquim Haas, Presidente em Exercício do CAU/RS, colocou que a realização deste concurso é um grande marco para os arquitetos e urbanistas gaúchos. “Defendemos a realização de concursos de Arquitetura e Urbanismo e nada melhor do que ser exemplo”, comemorou Joaquim.
 

O 1º lugar foi para arquiteta e urbanista Paula Zielinski Otto, do escritório Arquitetura Nacional, de Porto Alegre, que foi saudado por todos os presentes na Cerimônia. A responsável pelo projeto vencedor, defendeu a atuação de seu escritório, o Arquitetura Nacional, e disse que este prêmio é de todos que trabalharam juntos na procura pelas melhores soluções.

“Nossa ideia foi valorizar elementos brasileiros em função de ser o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul, mas ter essa relação com o do Brasil. Utilizamos materiais que buscassem esses elementos, valorizamos a área de exposições para evitar espaços ociosos e criamos um núcleo de atividade central, que permite a flexibilidade de uso do espaço”, comentou Paula.

O 2º com um escritório de Belo Horizonte (MG), o Linha2 Arquitetura, com Thiago Barbosa de Campos como profissional titular responsável e o 3º lugar ficou com Estevan Barin, do EArquitetos, de Santa Maria (RS).

 

 

 
O 4º lugar ficou com Felipe de Souza Lima Pacheco, do escritório Felipe Pacheco Arquitetos, e o 5º Lugar com Rodrigo Spinelli, do Projet Arquitetura, de Lajeado (RS). “Esta é minha sexta participação em concursos públicos. A primeira aconteceu há vinte anos, quando recém-formado”, relembrou Felipe. “O edital é a voz do cliente e este, especificamente, estava muito bem organizado, o que facilita o trabalho da equipe no desenvolvimento do projeto”, enfatizou.

A Menção Honrosa foi para Jean Grivot Avancini, do Hype Studio, que foi representado pelo coautor do projeto, Gabriel Johansson Azeredo, do ALTA. Gabriel destacou a importância de os profissionais aproveitarem a oportunidade do concurso público para experimentar. “Acredito que se destaca quem apresenta uma ideia radical, uma ideia forte, para a solução”, ressaltou.
 

 

Próxima etapas
Após a divulgação dos vencedores, haverá o pagamento do prêmio aos cinco primeiros colocados e a contratação do 1º lugar para execução do projeto. Todas as propostas participantes estão expostas no IAB RS até 13 de novembro para visitação pública.
 

Confira o resultado completo com a lista de todos os premiados no site oficial: http://concursos.arqs.com.br/concursocaurs/resultado/
Para assistir o vídeo da cerimônia acesse: www.youtube.com/user/iabrstv
 

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Nota pública: Suspensão da urbanização da Fazenda do Arado

A fazenda do Arado é patrimônio ambiental, arqueológico, histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico de Porto Alegre, constituindo-se de uma zona primordial para manutenção de espécies da fauna e da flora, sujeita a enchentes e alagamentos por encontrar-se abaixo da cota de inundação do Guaíba. A zona serve como espaço de extravasamento natural do Guaíba, importante de ser preservado. O IAB RS reitera a necessidade de atenção máxima por parte dos governantes, sociedade civil, entidades e instituições às questões ambientais e suas relações com a cidade.

Leia Mais →

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →