Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

IAB-RJ lança Concurso Nacional Casa de Rui Barbosa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
A Fundação Casa de Rui Barbosa e o Instituto de Arquitetos do Brasil do Rio de Janeiro (IAB-RJ) lançou, na última segunda-feira, dia 7, o Concurso Nacional de Projeto de Arquitetura para a construção do prédio que vai abrigar o acervo da Casa de Rui Barbosa, que avaliará o melhor projeto de um prédio de alta tecnologia, especialmente desenvolvido para abrigar o acervo de grandes escritores brasileiros dos últimos séculos, e uma sala de exposições. O edital, o termo de referência e anexos estão disponíveis aos interessados no site concursoanexocasaderuibarbosa.iabrj.org.br, na data do lançamento.
A competição, aberta a profissionais de todo o Brasil, premiará o vencedor com R$ 35 mil (adiantamento) e um contrato no valor de R$ 1 milhão. O segundo colocado será agraciado com R$ 25 mil e, o terceiro, com R$ 15 mil.
O novo prédio, que será construído num terreno na Rua Assunção, em Botafogo, contíguo à Casa de Rui Barbosa, terá cerca de 2 mil metros quadrados de área construída. A construção vai abrigar acervos de escritores como Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Pedro Nava, Vinicius de Moraes, Clarice Lispector e Fernando Sabino, entre vários outros, além do próprio Rui Barbosa. No material preservado, constam livros, filmes, objetos, mobiliários, mapas e conteúdo digital.
O projeto deve ser desenvolvido para receber o acervo da Biblioteca São Clemente, o Arquivo Museu de Literatura Brasileira e o Arquivo Histórico e Institucional, além do Laboratório de Conservação e Restauração Documental e do Núcleo de Preservação.
Está previsto também o projeto de uma sala de exposições, com cerca de 120 metros quadrados, interligada ao edifício-sede da Fundação Casa de Rui Barbosa e localizada no pátio existente.
A manutenção de acervos tão distintos demanda o investimento em tecnologias que possibilitem a criação de condições ambientais específicas para a guarda e preservação. O prédio, portanto, deverá ser concebido de modo a possibilitar diversos microclimas, com níveis de temperatura, umidade relativa do ar, pureza do ar e luminosidade específicos para cada tipo de acervo.
O coordenador do Concurso Acervo Casa de Rui Barbosa, Romão Pereira, acredita que o prédio vai ser tornar uma referência em preservação de acervos no Rio de Janeiro.
“Será o prédio público de acervo com a mais alta tecnologia do Rio. São diversos ambientes, todos preparados para receber a história dos grandes escritores brasileiros. A gerência de risco do acervo, em caso de acidente, terá que ser exemplar”, diz ele.
A Fundação Casa de Rui Barbosa não tem mais recebido acervos devido à superlotação de seus espaços. A diretora da fundação, Ana Pessoa, explica a urgência do projeto: “Uma das principais instituições de memória do país está com suas áreas de guarda esgotadas, impedindo o recebimento de novas coleções, o que expõe à dispersão e ao descarte vários arquivos e bibliotecas privadas. O novo prédio soluciona esse impasse.”
O projeto do prédio é tão importante que a verba para o desenvolvimento do mesmo já está assegurada no orçamento de 2013, possibilitando a assinatura do contrato ainda este ano.
Situada na cidade do Rio de Janeiro, a Fundação Casa de Rui Barbosa é uma instituição pública federal, vinculada ao Ministério da Cultura, que oferece um espaço reservado ao trabalho intelectual, à consulta de livros e documentos e à preservação da memória nacional.
O IAB é uma entidade sem fins lucrativos, que se dedica a temas essenciais ao arquiteto, à cultura arquitetônica e à sociedade. O Instituto é a mais antiga das entidades brasileiras dedicadas aos temas ligados à arquitetura, à cidade brasileira e ao exercício da profissão.

Fonte: IAB-RJ

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →

Nota pública em apoio às familias atingidas pelas enchentes no RS

O IAB-RS manifesta solidariedade às famílias atingidas pelas inundações e enchentes no Rio Grande do Sul. Os eventos de chuvas extremas estão se mostrando uma realidade com recorrência no nosso estado. O momento pede a soma de esforços de todos os setores da sociedade para ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade.

Leia Mais →