Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

IAB-RS divulga o vencedor do concurso público para o Complexo do Sistema Fecomércio-RS

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A divulgação será na sede do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB-RS), a partir das 17h.

A avaliação dos 33 trabalhos submetidos a julgamento começou no sábado (2). O concurso provocou arquitetos e urbanistas de todo o país a desenvolver propostas para organizar, planejar e conceber um novo espaço para os diversos usos que as atividades do Sistema apresentam.

O corpo de jurados, formado por cinco arquitetos de notório conhecimento e experiência na avaliação de projetos em concursos públicos, selecionou quatro trabalhos entre os 33 classificados, apresentando relatório que foi aprovado pela comissão de licitação do Sistema Fecomércio-RS, Sesc e Senac. Na opinião geral do corpo de jurados, o nível dos trabalhos foi bem satisfatório no atendimento às demandas do Sistema. De acordo com o presidente do júri, o arquiteto paulista Edson Jorge Elito, todas as propostas concorrentes apresentavam consistência arquitetônica e urbanística além de uma grande diversidade de soluções para o problema proposto, destacando ainda a qualidade dos trabalhos.

Edson Elito ressaltou a importância desse tipo de concurso: “O concurso público é a melhor maneira de escolha, quando se trata de um projeto que se reveste do valor que esse tem para a cidade”, afirma. “Além de ser mais democrático, reúne um volume significativo de ideias inovadoras e soluções diversas para os mesmos problemas, o que enriquece todo o processo”, continua. “Muito importante também o fato de o Sistema Fecomércio-RS ter optado pela realização de um concurso, acreditando na isenção e na capacidade organizadora do IAB-RS”, lembra o presidente do corpo de jurados. Segundo Elito, o concurso em questão movimentou com o trabalho de cerca de 600 pessoas, considerando as 33 equipes que apresentaram propostas.

O corpo de jurados, composto ainda pelos arquitetos Isidoro Singer (do Uruguai), Paulo Ricardo Bregatto, Rogério Malinsky e Analino Zorzi (os três de Porto Alegre), destacou a complexidade do projeto de arquitetura e urbanismo que esse concurso envolve. “Esse projeto vai criar um novo polo na região (área de 19 hectares às margens da Freeway), marcando uma nova fronteira para Porto Alegre”, completa Edson Elito.

A arquiteta Márcia Palma de Souza, coordenadora geral do projeto, pelo Sistema, observa o grande impacto dessa proposta para a cidade. “Pela magnitude do projeto, resolvemos não selecionar por preço, mas pela qualidade”, declara. A definição por um processo de seleção envolvendo um concurso público, também foi defendida pela área técnica, uma vez que o Sistema recebe ajuda federal.

Para o arquiteto Tiago Holzmann da Silva, coordenador do concurso, nomeado pelo IAB-RS, o fator que diferencia esse processo seletivo é a previsão de contratação imediata para desenvolvimento do projeto executivo. “O processo todo foi elaborado já incluindo, entre os anexos da inscrição do concurso, um cronograma das obras”, salienta, destacando também a adequação da visão da Fecormércio-RS em prever um ano para elaboração do projeto executivo.

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Nota pública: Suspensão da urbanização da Fazenda do Arado

A fazenda do Arado é patrimônio ambiental, arqueológico, histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico de Porto Alegre, constituindo-se de uma zona primordial para manutenção de espécies da fauna e da flora, sujeita a enchentes e alagamentos por encontrar-se abaixo da cota de inundação do Guaíba. A zona serve como espaço de extravasamento natural do Guaíba, importante de ser preservado. O IAB RS reitera a necessidade de atenção máxima por parte dos governantes, sociedade civil, entidades e instituições às questões ambientais e suas relações com a cidade.

Leia Mais →

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →