Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

IAB-RS E FMP promovem curso de extensão temático de Regularização Fundiária e Assentamentos Informais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB-RS) e a Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP) promovem o Curso Temático de Regularização Fundiária e Assentamentos Informais para profissionais do direito, urbanismo, arquitetos e servidores de prefeituras municipais e órgãos públicos.

O objetivo é capacitar os participantes a aplicarem a legislação urbanística relativa à regularização fundiária e proporcionar experiências práticas em temas relacionados à regularização fundiária. A coordenação é de Annelise Monteiro Steigleder.

Como estudos complementares, serão abordados o direito humano à moradia, a lei federal de parcelamento do solo urbano, a regularização fundiária de interesse social (Leis 11.977/09 e 11.481/07), o Provimento More Legal da Corregedoria do TJRS e a regularização fundiária em áreas de preservação permanente.

As aulas terão início no dia 11 de junho e serão realizadas sextas, das 13h às 17h, e sábados, das 8h às 12h – num total de seis encontros –, na sede do IAB-RS.

Início das aulas: 11 de junho
Carga horária: 24 horas/aula
Dias e horário: sextas, das 13h às 17h, e sábados, das 8h às 12h
Total de encontros: 6
Local: Solar do IAB-RS
Endereço: Rua General Canabarro, 363, esquina com Riachuelo, atrás da Igreja das Dores.
Corpo docente: Betânia de Moraes Alfonsin, Cândida Saibert e João Pedro Lamana Paiva

Valores*:
Público em geral: R$ 450,00
Estudantes de graduação: R$ 400,00
Sócios do IAB-RS: R$ 350,00
Estudantes sócios do IAB-RS: R$ 300,00
*Pagamento à vista. Pagamento parcelado terá acréscimo de 5%.

Inscrições:
Telefone: 51 3212 2552 ou 51 8109 6375
E-mail: iabrs@iabrs.org.br

Programação:
11 e 18 de junho
Diretrizes do Estatuto da Cidades. Fundamentos do Parcelamento do Solo Urbano. Regularização fundiária de assentamentos informais e de interesse social. Leis 11.977/09 e 11.481/07 – Dra. Betânia de Moraes Alfonsin

25 de junho e 1º de julho
Regularização fundiária em áreas de preservação permanente. Casos concretos de regularização fundiária, na forma da Lei 11.977/09. A experiência do Município de Porto Alegre – Dra. Cândida Saibert

02 e 08 de julho
Aspectos registrais da regularização fundiária. Demarcação Urbanística e conversão da legitimação de posse em propriedade pela usucapião administrativa – Dr. João Pedro Lamana Paiva

Docentes:

Betânia Alfonsin
Doutorado em Planejamento Urbano e Regional pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPUR) da UFRJ (2008). Mestrado em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000). Possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990). Atualmente é professora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, vinculada ao Departamento de Direito Público e ainda professora da Fundação Escola Superior do Ministério Público do RS. Atua como professora de Educação à Distância no Curso de Dimensiones Jurídicas. Tem experiência na área de Direito Público, com ênfase em Direito Urbanístico, atuando principalmente nos seguintes temas: Política Urbana, Planejamento Urbano, Política Habitacional, Regularização Fundiária.

Cândida Saibert
Procuradora-Chefe da Procuradoria de Assistência e Regularização Fundiária da Procuradoria-Geral do Município de Porto Alegre. Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Especialização em Direito Público Municipal. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Autora de Código de Edificações: do que temos ao que precisamos modificar – Contribuições à modificação do Código de Edificações de Porto Alegre.

João Pedro Lamana Paiva
Especialização em Direito Registral Imobiliário. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil. Curso Iberoamericano de Derecho Registral. Faculdade de Direito da Universidade Ramón Llull. Atualmente é registrador e tabelião de protesto – Serviços de Registros Públicos de Sapucaia do Sul. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Registral e Notarial.

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

IAB RS retoma editais de cultura

Após uma pausa por conta das enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul, o IAB RS está pronto para a retomada dos editais de cultura. Os contemplados no Edital Galeria Espaço IAB e no Edital de Ocupação Artístico-Cultural serão divulgados na próxima quarta-feira, 10 de julho.

Leia Mais →

Exposição “Portugal, 50 anos da Revolução dos Cravos” reabre no IAB RS

Em virtude dos efeitos da crise climática que se abateu sobre Porto Alegre e Rio Grande do Sul, a visitação da exposição “Portugal, 50 anos da Revolução dos Cravos”, inaugurada no dia 25 de abril no IAB RS, foi interrompida. A iniciativa foi reaberta no dia 3 de julho, e segue em cartaz até 31 de julho, com visitação disponível de segunda à sexta, das 10h às 12h, e das 14h30 às 17h30.

Leia Mais →

Nota de falecimento: Emil Bered

Faleceu hoje, 2 de julho, em Porto Alegre, o arquiteto e ex-presidente do IAB RS Emil Bered. As homenagens serão realizadas na capela 3 do Crematório Metropolitano, em Porto Alegre, a partir das 12h, e a cremação será às 17h.

Leia Mais →

IAB relembra manifesto contra A LGBTQIA+fobia

No encerramento do mês do orgulho LGBTQIA+, rememoramos o manifesto lançado há quatro anos pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), elaborado pelos arquitetos Natan Arend, Igor Vetyemy e Luiz Sarmento. O IAB reitera seu firme compromisso com a defesa da diferença, da liberdade e dos direitos da comunidade LGBTQIA+. Em 28 de junho, celebra-se o Dia de Luta contra a LGBTQIA+fobia, data que evoca a Revolta de Stonewall em 1969, marco inicial na resistência contra décadas de opressão e criminalização policial da comunidade LGBTQIA+.

Leia Mais →

Outras Notícias

Nota pública: Suspensão da urbanização da Fazenda do Arado

A fazenda do Arado é patrimônio ambiental, arqueológico, histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico de Porto Alegre, constituindo-se de uma zona primordial para manutenção de espécies da fauna e da flora, sujeita a enchentes e alagamentos por encontrar-se abaixo da cota de inundação do Guaíba. A zona serve como espaço de extravasamento natural do Guaíba, importante de ser preservado. O IAB RS reitera a necessidade de atenção máxima por parte dos governantes, sociedade civil, entidades e instituições às questões ambientais e suas relações com a cidade.

Leia Mais →