Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Imagem e Modelo. Constituição e Recepção da Tradição Impressa nas Artes e na Arquitetura

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAU USP) promove o Seminário Internacional de História da Arquitetura e das Artes: “Imagem e Modelo. Constituição e Recepção da Tradição Impressa nas Artes e na Arquitetura” .
E apresenta o Projeto Temático FAPESP “Plus Ultra. Transferência Cultural e Recepção da Tradição Clássica entre a Europa Mediterrânea e a América Latina”
O evento será realizado de 12 a 14 de abril, no Auditório Ariosto Mila, da FAU USP – Edifício Vilanova Artigas, Rua do Lago, 876, Cidade Universitária, São Paulo.
Confira a programação:

12 de abril, terça-feira
9h – Abertura
Marcelo Andrade Romero (Diretor FAU USP), Maria Cristina da Silva Leme (Vice – diretor FAU USP), Maria Cecília França Lourenço (Chefe do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto)
Murillo de Azevedo Marx (FAU USP)

9h40min – 10h20min
Pier Nicola Pagliara (Università di Roma “La Sapienza”):
As primeiras edições ilustradas dos tratados de arquitetura na Itália do século XVI.

10h20mis – 11h
Andrea Buchidid Loewen (FAU USP):
As ilustrações para a edição de Cosimo Bartoli do ‘De Re Aedificatoria’ de Leon Battista Alberti.

11h10min – 11h50min
Marcos Tognon: Ilustrar Vitrúvio: A iconografia dos tratados de arquitetura entre os séculos XVI e XIX.

11h50min – 12h30min
Mario Henrique D’Agostino (FAU USP):
Em busca de Helena. Mitos e anedotas na tratadística clássica das artes

12h30min – 12h45min
Comunicações
Ana Paula Giardini Pedro (FAU USP):
Cesare Cesariano e a cidade vitruviana: coesão e decoro na primeira edição impressa da tradução comentada e ilustrada do De Architectura”.

14h – 14h40min
Ramón Gutierrez (Universidad de Buenos Aires):
Imaginario de Utopías urbanas para Buenos Aires. Siglos XIX y XX

14h40min – 15h20min
Giuseppina Raggi (Fundação Ciência e Tecnologia, Lisboa):
Arquitetura sem arquitetura: integração de modelos, imaginação e engenho na arte da quadratura

15h40min – 16h20min
Rodrigo Bastos (Universidade Federal de Minas Gerais):
Apropriação das categorias retóricas na arquitetura e na decoração dos espaços religiosos em Minas Gerais no século XVIII

16h20min – 17h
Maria Beatriz de Mello e Souza (Universidade Federal do Rio de Janeiro):
Modelos em gravura para ilustrações de manuscritos na América Portuguesa no século XVII e XVIII.

Comunicações
Maria Luiza Zanatta (FAU USP):
Um novo olhar sobre “A Fábrica que falece à cidade de Lisboa” de Francisco de Holanda

13 de abril, quarta-feira
9h20min – 10h
Thomas Cummins (Harvard University):
Adarga D-88 o el ala de Dios: The Mexican Substance of an Image in a shield fit for a Spanish King

10h – 10h40min
Fernando Marías (Universidad Complutense, Madri):
El Greco y las estampas: uso, autografía y concepto de autoría

11h – 11h40min
Maurizio Ghelardi (Scuola Normale Superiore di Pisa)
Un Rinascimento nel New Mexico:il viaggio di Aby Warburg tra gli indiani Hopi.

11h40min – 12h10min
Renata Maria Martins (FAU USP):
Tintas da terra, tintas do reino. As oficinas jesuíticas no antigo estado do Amazonas e Grão Pará.

12h10min – 12h50min
André Tavares (UNIFESP):
Modelos iconográficos para a representação da Batalha de Ourique de Domingos Siqueira

14h – 14h40minn
Myriam Ribeiro de Oliveira (Universidade Federal do Rio de Janeiro):
A circulação de modelos através da estampa na arte religiosa do Brasil colonial

14h40min – 15h20min
Magno Mello (Universidade Federal de Minas Gerais)
Discutir sobre perspectiva na Aula da Esfera do Colégio de Santo Antão de Lisboa (1715).

15h40min – 16h20min
Beatriz Bueno Piccolotto (FAU USP)
“Entre riscos e traças: costume e erudição na arquitetura do Brasil-Colônia”

16h20min – 17h10min
Comunicações
Francisco Andrade Dias de Carvalho (IFCH, Unicamp): Os tratados de técnica e a história da técnica no Brasil (sec. XVII-XVIII)

Angela Brandão(UNIFESP) : José Wasth Rodrigues: um colecionador de formas

14 de abril, quinta-feira
9h20min – 10h
Gauvin Bailey (University of Aberdeen)
Spiritual Rococo: Décor and Divinity from the Salons of Paris to the Missions of Paraguay

10h – 10h40min
Jens Baumgarten (Unifesp)
Hannah Levy no Brasil e o estudo dos modelos europeus na arte colonial da América Portuguesa

11h – 11h40min
Ricardo Marques de Azevedo (FAU USP):
Os tratados ilustrados de arquitetura no século XVIII

11h40min – 12h10min
Cláudia Valladão de Mattos (IA, Unicamp):
Winckelmann e o estudo dos modelos plásticos da antiguidade

12h10min – 12h40min
Luciano Migliaccio (FAU USP):
Modelos de arquitetura do século XVII na biblioteca da FAU USP

Encerramento: Prof. Silvio Sawaya (FAU USP)

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Nota pública: Suspensão da urbanização da Fazenda do Arado

A fazenda do Arado é patrimônio ambiental, arqueológico, histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico de Porto Alegre, constituindo-se de uma zona primordial para manutenção de espécies da fauna e da flora, sujeita a enchentes e alagamentos por encontrar-se abaixo da cota de inundação do Guaíba. A zona serve como espaço de extravasamento natural do Guaíba, importante de ser preservado. O IAB RS reitera a necessidade de atenção máxima por parte dos governantes, sociedade civil, entidades e instituições às questões ambientais e suas relações com a cidade.

Leia Mais →

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →