Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

INFORMATIVOS

Iniciativas têm como objetivo propor a ocupação do Solar por artistas e coletivos de arte durante o ano de 2024

O edital inédito, em parceria com o Grupo Cerco, fomentará artistas do teatro, música, dança e outras manifestações culturais

 

Após um hiato de 5 anos da última edição do Edital de Artes Visuais – Galeria IAB, promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB RS), a instituição volta a divulgar sua tradicional iniciativa. O objetivo é proporcionar que artistas e coletivos artísticos possam ocupar espaços do Solar, localizado no Centro Histórico, com propostas expositivas durante o ano de 2024. A novidade é o Edital de Ocupação Artístico-Cultural, realizado em parceria com o Grupo Cerco, que tem a mesma proposta, porém direcionado para artistas das áreas de teatro, música e dança. As inscrições para ambos estão abertas até o dia 28 de abril. O formulário e mais informações podem ser encontrados no site iabrs.org.br. 

A iniciativa cultural, paralisada em função da pandemia do covid-19, retorna fortalecida. O diretor cultural do IAB RS, Fábio Albano, destaca que “é um prazer enorme retomar o edital, ainda mais essa novidade desenvolvida em parceria com o Grupo Cerco, que é o gestor do Espaço Cerco Cultural, situado no andar térreo do Solar,” disse. O anúncio foi feito durante as comemorações de 76 anos da instituição. Albano ressalta ainda a importância da Galeria IAB. “Ela existe há quase 60 anos. Entre 2009 e 2019, nosso último período expositivo, foram mais de 112 exposições de artistas e coletivos, um número expressivo que a gente busca fazer frente com os novos editais”, ressalta.

Para a integrante do Grupo Cerco, Manoela Wunderlich, a parceria com o IAB é de grande importância para a sobrevivência do grupo. “Há mais de cinco anos fazemos essa ocupação no térreo do Solar, onde desenvolvemos pesquisa de linguagem de grupo, construímos espetáculos e onde está o nosso acervo. Essa nova parceria, o primeiro edital conjunto, visa ampliar a abrangência que temos em receber outros artistas, e também dar acesso para artistas emergentes que não conseguem alcançar esses locais”, disse.

 

Edital de Artes Visuais – Galeria IAB 

Serão selecionados até 12 artistas ou coletivos, brasileiros ou estrangeiros, para realizarem exposições nas dependências do IAB RS no período de maio a novembro de 2024, nas categorias de produção, pintura, fotografia e outras manifestações. As salas disponíveis são a Sala Iran Rosa, Sala Anexa, Sala do Arco, e Áreas Abertas e Circulação. O cronograma de exposições compreende três períodos expositivos: 1 de junho a 1 de julho de 2024, 20 de agosto a 20 de setembro de 2024, e 31 de outubro a 29 de novembro de 2024.

As propostas serão avaliadas por uma comissão composta por um membro da diretoria do IAB RS e dois convidados externos (pessoas com atuação no segmento de Artes Visuais e/ou representantes de entidades da sociedade civil, de conselhos de cultura, dos pontos de cultura, de representantes de secretarias do Município e(ou) do Estado, entre outros), que poderão aprová-las ou não. A divulgação será realizada por meio do site iabrs.org.br e pelas redes sociais, até o dia 4 de maio de 2024.

O portfólio das exposições selecionadas fará parte do acervo do IAB RS, sendo que os artistas ou coletivos participantes autorizarão a sua divulgação, sempre com os devidos créditos das obras. Acesse o Edital Completo aqui.

 

 

 

 

Edital de Ocupação Artístico-Cultural

O inédito edital selecionará até 5 artistas e/ou grupos e/ou coletivos interessados em utilizar os espaços físicos do AIB RS para fins de manifestações culturais e artísticas, entre elas ensaios de teatro, dança, música, treinos e vivências culturais, como capoeira, samba de roda, danças urbanas, entre outros. A contrapartida poderá ocorrer através de uma apresentação final de processo e/ou uma vivência aberta ao público que deverá ocorrer em data pré-definida no cronograma do edital, com livre acesso da comunidade. 

Os espaços disponíveis para ocupação são a Sala Estúdio, Sala BK, e a Sala Anexa. As propostas serão avaliadas por uma comissão composta por um membro da diretoria do IAB RS, dois membros do Grupo Cerco e um convidado externo com atuação no segmento das artes, que poderão aprová-las ou não. Serão selecionados até 5 artistas, ou grupos, ou coletivos para ocupação simultânea dos 3 espaços disponíveis durante o ciclo 1 e ciclo 2. Os selecionados autorizam o IAB RS e o Grupo Cerco a fazer uso e captação de imagens, vídeos e sons gerados durante a ocupação, para fins de registro e de divulgação durante o período de ocupação.

Para os detalhes sobre os ciclos de ocupação dos diferentes espaços, com seus dias e horários, acesse o Edital Completo aqui.

 

 

 

Sobre a Galeria de Arte do IAB RS

A galeria foi fundada em abril de 1966, durante a gestão do presidente Cláudio Araújo. Funcionava na sobreloja da antiga sede, na rua Annes Dias, em frente à Praça Dom Feliciano, em Porto Alegre. No dia da inauguração contou com a exposição de pinturas, esculturas e trabalhos de arquitetura de Flávio de Carvalho. 

Durante a segunda metade da década de 1960, a galeria teve como um dos seus primeiros diretores artísticos o escultor Xico Stockinger. Posteriormente, entre o final da década de 1960 e início dos anos 1970, trabalharam na curadoria nomes como Gilberto Morás Marques (final dos anos 1960) e Naida Gomes (1973). No início dos anos 1970 consolidou-se junto à comunidade gaúcha como um importante “modal cultural” da Capital. 

Também foi palco para o surgimento de grupos das mais diversas artes, como os primeiros espetáculos do Tangos e Tragédias e do Teatro de Bonecos “Cem Modos”. Na segunda metade da mesma década, sob a direção artística de Renato Rosa, o espaço abrigou artistas plásticos de várias regiões do país, como Alfredo Volpi, Emanoel Araújo, Antônio Maia, Carlos Bastos, Pietrina Checcacci, Zaragoza, Iaponi Araújo, Paulo Roberto Leal, entre vários outros artistas atuantes na cena cultural da cidade, principalmente durante o período do Regime Militar.  

Junto com a galeria, no andar térreo, ficava o Bar do IAB, que contribuiu para o sucesso da galeria nos anos de chumbo. O bar era reconhecido como um dos principais pontos de encontro entre artistas, militantes, arquitetos, estudantes, publicitários e jornalistas do país, que o tornaram o primeiro bar underground de Porto Alegre. A partir dos anos 1980, o lugar foi palco de personalidades como Chico Buarque, Nana Caymi, Rosinha de Valença, Ney Lisboa, Elis Regina, Cida Moreira, Geraldo Flach, Celso Loureiro Chaves e Ayres Pottof. 

Desde 2010, com a direção artística de Adriana Xaplin e de Vinicius Vieira, a Galeria Espaço IAB vem realizando diversas exposições de Artes Visuais, selecionadas através de edital lançado anualmente. Recebeu mais de 100 artistas.