Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Novo livro do arquiteto Günter Weimer retrata a arquitetura de povos indígenas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
O arquiteto e professor Günter Weimer foi o palestrante na noite da quinta-feira (20/12) no IAB RS onde narrou suas pesquisas aprofundadas do livro "Arquitetura Indígena – sua evolução desde suas origens asiáticas". 

Em sua mais recente obra com 386 páginas da Edigal Editora, ele debruçou-se sobre a história dos povos nativos, especialmente os das Américas, suas relações com os colonizadores e as suas manifestações culturais, que foram tão atropeladas quanto as suas próprias vidas.
 


Se tivermos claro que desde a chegada os conquistadores vieram para impor seus valores e interesses, fica fácil entender que o que havia de comportamento, antes da presença deles, pouco importava. Apenas como exemplo: se andar nu constituía “pecado mortal”, o que seria melhor? Matar os indígenas pecadores ou metê-los em roupas à força? Dúvida cruel! Se é relativamente recente a compreensão pelos “civilizados” de que os povos primitivos têm algo a nos ensinar, principalmente na sua relação com a natureza, talvez isso explique também o longo e permanente desinteresse sobre como se abrigavam e como viviam desde os tempos mais remotos.
 

É natural, ainda, que estudos antropológicos e arqueológicos desenvolvidos sobre vestígios de civilizações que usavam materiais pouco degradáveis sejam menos difíceis do que aqueles em que dispomos de quase nada para analisar. As dezenas de ilustrações, feitas a bico de pena pelo autor, são outro ponto valioso do trabalho, assim como um glossário de quase 150 termos indígenas utilizados na arquitetura do Brasil. Os desenhos comparativos são didáticos e nos permitem entender visualmente as informações que vão sendo agregadas.
 


 

Saiba mais sobre Günter Weimer:
Formou-se em Arquitetura em 1963 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), continuando seus estudos na Alemanha, onde se especializou em 1967 em Desenho Industrial pela Hochschule für Gestaltung. Obteve grau de mestre em História da Cultura em 1981 pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e de doutor em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP) em 1990.
É professor da UFRGS e da PUCRS, já deu aulas na UNISINOS, UFPR, UFSC e UnB. Já escreveu inúmeros artigos para publicações especializadas; produziu capítulos ou seções para obras coletivas; apresentou dezenas de trabalhos completos em seminários e congressos; mantém ativa prática da arquitetura e do urbanismo, interessando-se também por aspectos históricos e patrimoniais da arquitetura; e foi autor ou organizador de mais de quarenta livros.

Suas principais obras:
A Arquitetura da Imigração Alemã – Um Estudo sobre a Adaptação da Arquitetura Centro-Europeia ao Meio Rural do Rio Grande do Sul, 1983.
A Arquitetura Modernista em Porto Alegre, entre 1930 e 1945, 1998.
Síntese Rio-Grandense: A Arquitetura, 1999.
Origem e Evolução das cidades rio-grandenses, 2004.
Arquitetura Erudita da Imigração Alemã no Rio Grande do Sul, 2004.
Arquitetos e Construtores no Rio Grande do Sul – 1892/1945, 2004.
Arquitetura Popular da Imigração Alemã, 2005.
Arquitetura Popular Brasileira, 2005.


 
IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

IAB RS retoma editais de cultura

Após uma pausa por conta das enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul, o IAB RS está pronto para a retomada dos editais de cultura. Os contemplados no Edital Galeria Espaço IAB e no Edital de Ocupação Artístico-Cultural serão divulgados na próxima quarta-feira, 10 de julho.

Leia Mais →

Exposição “Portugal, 50 anos da Revolução dos Cravos” reabre no IAB RS

Em virtude dos efeitos da crise climática que se abateu sobre Porto Alegre e Rio Grande do Sul, a visitação da exposição “Portugal, 50 anos da Revolução dos Cravos”, inaugurada no dia 25 de abril no IAB RS, foi interrompida. A iniciativa foi reaberta no dia 3 de julho, e segue em cartaz até 31 de julho, com visitação disponível de segunda à sexta, das 10h às 12h, e das 14h30 às 17h30.

Leia Mais →

Nota de falecimento: Emil Bered

Faleceu hoje, 2 de julho, em Porto Alegre, o arquiteto e ex-presidente do IAB RS Emil Bered. As homenagens serão realizadas na capela 3 do Crematório Metropolitano, em Porto Alegre, a partir das 12h, e a cremação será às 17h.

Leia Mais →

IAB relembra manifesto contra A LGBTQIA+fobia

No encerramento do mês do orgulho LGBTQIA+, rememoramos o manifesto lançado há quatro anos pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), elaborado pelos arquitetos Natan Arend, Igor Vetyemy e Luiz Sarmento. O IAB reitera seu firme compromisso com a defesa da diferença, da liberdade e dos direitos da comunidade LGBTQIA+. Em 28 de junho, celebra-se o Dia de Luta contra a LGBTQIA+fobia, data que evoca a Revolta de Stonewall em 1969, marco inicial na resistência contra décadas de opressão e criminalização policial da comunidade LGBTQIA+.

Leia Mais →

Outras Notícias

Nota pública: Suspensão da urbanização da Fazenda do Arado

A fazenda do Arado é patrimônio ambiental, arqueológico, histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico de Porto Alegre, constituindo-se de uma zona primordial para manutenção de espécies da fauna e da flora, sujeita a enchentes e alagamentos por encontrar-se abaixo da cota de inundação do Guaíba. A zona serve como espaço de extravasamento natural do Guaíba, importante de ser preservado. O IAB RS reitera a necessidade de atenção máxima por parte dos governantes, sociedade civil, entidades e instituições às questões ambientais e suas relações com a cidade.

Leia Mais →