Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Núcleo Hortênsias do IAB/RS participa de encontro com o governador para falar sobre o Parque do Palácio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Crédito: Assessoria de imprensa Governo do Estado.

 

Na ocasião, o grupo entregou um relatório preliminar de impacto no meio ambiente

 

 

O tradicional Parque do Palácio, em Canela, na Serra Gaúcha, vem sendo tema de debates entre a prefeitura e entidades ligadas ao urbanismo e ao meio ambiente. A discussão retoma uma pauta antiga, que trata sobre a construção de um centro de eventos dentro do local, afetando importantes biomas que compõem a região. O núcleo Hortênsias do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB/RS), comunidade e autoridades participaram de uma audiência com o governador do Estado, Eduardo Leite, para solicitar maior atenção para o debate e apresentar um estudo ambiental.

De acordo com proposta protocolada na Casa Legislativa, a justificativa do projeto da prefeitura parte da doação do Parque por parte do Estado em 2010. Na época, sob o governo de Yeda Crusius, essa doação teria como contrapartida a construção de um centro de eventos, e caso não fosse feita, voltaria ao poder do Estado.

O vice-presidente do Núcleo Hortênsias do IAB/RS, Márcio Ribas, aponta que a obra teria um impacto muito grande no meio ambiente. “A prefeitura nunca apresentou nenhum estudo ambiental, social, cultural ou econômico. A partir do nosso interesse e da comunidade em preservar o uso do parque, fomos contrários. Estamos propondo um estudo de viabilidade que ampare a questão ambiental, dando voz para a comunidade, que há 10 anos é contrária e está combatendo essa vontade do poder público”, conta.

O Parque do Palácio reúne os três principais biomas que compõem a Serra Gaúcha: os Campos de Cima da Serra, a Mata Atlântica e a Floresta de Araucárias. Diante deste contexto único, o grupo deixou exposto ao governador que a área cedida pelo Estado ao município merece mais atenção por parte do poder estadual e, diante dos últimos acontecimentos envolvendo a gestão pública municipal, essa também deve se manifestar quanto a importância deste patrimônio natural e histórico. Ainda, destacaram o seu potencial estratégico para o desenvolvimento do ecoturismo e bem estar sociocultural da população de Canela.

Conforme explica Ribas, a reunião serviu ainda para mostrar todo o histórico do movimento feito por diversas entidades, como o IAB/RS, e um estudo ambiental preliminar realizado no local. “O propósito foi destacar esse estudo, que contempla os âmbitos ambiental e urbanístico, com o objetivo de desenvolver um projeto alternativo de parque com lazer, natureza e cultura, junto ao poder público estadual”, conta. O estudo será apresentado, também, para o poder municipal.

Ribas destaca que há uma percepção por parte do governador de que a área precisa de atenção do poder público, e que o seu uso seja destinado à população, sem restrições e interferências no meio ambiente. “A área ainda está cedida para a cidade de Canela, e acreditamos que, pelo que foi falado, o interesse seja manter a área do parque para o município. Temos consciência de que o governador entendeu o sentido do parque, até porque lá está sediada a casa de verão do governador, é uma área de uso para o estado, e ele entende que é preciso um uso mais cauteloso”, afirma. Ele ressalta, ainda, que “o arquiteto Marcio Carvalho foi fundamental na articulação e diálogo com entidades e governos na formatação desse documento”.

Os próximos passos são pensados em uma forma de gestão de viabilidade, com a realização de novos estudos. “Entendemos que precisamos aprofundar e criar um sentido maior para o parque, além de capacitar e conscientizar a comunidade e os vereadores de que a área é muito importante”, finaliza.

Entidades como Amigos do Parque, Amigos das Araucárias, Conselho Municipal de Cultura e Associação Comercial e Industrial de Canela (CIC), Movimento Ambientalista da Região das Hortênsias e membros da sociedade civil apoiam o movimento. As faculdades de Arquitetura da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) estão com as disciplinas de planejamento urbano e territorial trabalhando sobre a área do Parque do Palácio.

 

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Documentário “Vozes da arquitetura Porto Alegrense” encerra programação de aniversário do IAB RS

O último dia da programação especial que comemorou os 76 anos do IAB RS foi marcado pela exibição do documentário “Vozes da Arquitetura Porto Alegrense”. O filme, produzido pela entidade com apoio institucional do CAU/RS, reuniu depoimentos de 19 profissionais, que falaram sobre a profissão e suas percepções envolvendo aspectos como criatividade, coletividade e outros significados. Além da exibição, foram anunciados dois editais de cultura. 

Leia Mais →

NOTA PÚBLICA

As entidades Associação dos Técnicos de Nível Superior de Porto Alegre (Astec), Instituto de Arquitetos do Brasil – Depto Rio Grande do Sul (IAB RS), Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico (IBDU), ONG Acesso Cidadania e Direitos Humanos e Sociedade de Economia do Rio Grande do Sul (SOCECON) entraram com ação ordinária a fim de denunciar irregularidades identificadas no edital e processo eleitoral do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental – Biênio 2024/2025. 

Leia Mais →

Desafios do planejamento urbano e gestão em Porto Alegre foram temas de debate no IAB RS

A relação envolvendo o setor imobiliário e a administração pública na Capital, bem como os desdobramentos da revisão do Plano Diretor e as eleições para o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA), foram alguns dos tópicos abordados no debate “Planejamento Urbano e Gestão: desafios atuais e perspectivas futuras para Porto Alegre”, que ocorreu no dia 28 de março na sede do IAB RS, em Porto Alegre.

Leia Mais →

Outras Notícias

Arquiteta Enilda Ribeiro é homenageada em evento do IAB RS

Para comemorar os 76 anos do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB RS), a entidade planejou uma série com três eventos especiais para debater a profissão, relembrar a história e preservar memórias. Na primeira atividade, a palestra “Acervos em arquitetura e urbanismo – homenagem a Enilda Ribeiro” promoveu o encontro entre o professor da FAUUSP e coordenador da biblioteca da FAUUSP, Eduardo Costa; o membro do conselho consultivo do Centro de Memória CAU/RS, José Daniel Simões; e a copresidente do IAB RS e responsável pelo projeto documental, Bruna Tavares. 

Leia Mais →

IAB RS participa do painel RS Seguro COMunidade no South Summit

A copresidente Clarice Oliveira falou sobre a importância dos Concursos Públicos de Projeto e dos processos participativos que o IAB RS vem implantando junto ao governo do Estado. Durante sua fala, destacou que “o IAB RS desenvolve concursos de projeto urbanístico integrai que tem como um pilar muito importante a participação da comunidade no processo inicial de elaboração do programa de necessidades, que vai constituir as bases do concurso público de projetos”.

Leia Mais →

Arquiteta Enilda Ribeiro é destaque na coluna Almanaque, da Zero Hora

Enilda foi uma das primeiras mulheres a ser diplomada no curso específico em Arquitetura no Rio Grande do Sul. Além e ter lutado pela criação do curso superior de graduação na URFGS, foi presidente do IAB/RS entre 1980 e 1981. “Eu gostaria muito de ter conversado, em algum momento, com ela sobre os desafios que foram enfrentados, tanto no IAB-RS quanto em nível nacional, onde ela articulou a construção de ideias e diretrizes para a formação de um conselho próprio de arquitetura e urbanismo”, declarou a co-presidente do IAB/RS, Bruna Tavares.

Leia Mais →