Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

POLÊMICA ENVOLVE AS ELEIÇÕES DO CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL (CMDUA)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ausência de transparência em processos importantes e dificuldade de comunicação são alguns dos pontos observados.

Foto: Cristine Rochol/PMPA

 

Nos próximos dias ocorrerão as eleições do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano Ambiental de Porto Alegre (CMDUA) para o biênio 2024-2025. Entre os dias 9 de janeiro e 6 de fevereiro a população da Capital poderá votar por região, apresentando documento de identificação. O Conselho eleito será responsável pela atualização, complementação, ajustes e alterações no Plano Diretor. Recentemente, diversas irregularidades foram identificadas no processo eleitoral e demandam esclarecimentos.

Conforme a co-presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB-RS), Bruna Tavares, a entidade manifesta preocupação sobre o processo eleitoral, com destaque para as questões de transparência no processo e acesso à informação. “No período de inscrição das chapas para as regiões de planejamento e entidades, os canais de comunicação disponibilizados pela prefeitura para contato com a comissão eleitoral apresentaram problemas, como e-mail e telefones indisponíveis, tendo como opção de contato apenas o website, sem confirmação de envio de mensagem”, disse. “Outro ponto levantado diz respeito ao fato de o processo eleitoral de inscrições ter iniciado sem que houvesse sequer uma comissão eleitoral constituída”, pontua.

Diante desse cenário, no que se refere a possibilidade de impugnação de chapas, falta transparência e acesso a documentos que possam ser analisados e argumentados para as devidas impugnações, além de haver registro de contradição em critérios de impugnação das chapas referentes as regiões de planejamento. “Isso nos faz refletir em como esse processo seria conduzido em relação as entidades de representação das áreas de planejamento urbano, construção civil e ambientais. É necessário garantir que essas representações sejam feitas por entidades que de fato se relacionam e trabalhem sobre tais temas, com responsabilidade técnica e conhecimento apropriado sobre a legislação urbana e o campo do urbanismo e suas matérias afins”, afirma.

A advogada e coordenadora da ONG Acesso Cidadania e Direitos Humanos, Claudete Simas, manifesta profunda preocupação em relação ao atual processo eleitoral para o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA), desde a legalidade do edital até a fundamentação das decisões tomadas pela Comissão Eleitoral. “Temos uma ausência de respostas aos questionamentos dirigidos à Comissão Eleitoral suscitando sérias preocupações quanto à comunicação efetiva e à prestação de esclarecimentos. Destaco, ainda, que é fundamental que todos os aspectos do processo eleitoral sejam conduzidos dentro daquilo que preceitua a lei, assegurando a confiança e a participação ativa de todos os membros da comunidade interessados no desenvolvimento e preservação de nossa cidade”, relata.

Bruna Tavares complementa a manifestação do IAB-RS, relembrando que a renovação do CMDUA ocorre em um momento decisivo para Porto Alegre. “Estamos em meio à revisão do Plano Diretor, que ocorre entre disputas e em processos de fragmentação do planejamento urbano da Capital, o qual deve trabalhar no sentido de uma cidade mais equânime e com acesso ao direito à cidade para todos, em diálogo com a realidade social de Porto Alegre em seus territórios de centro e periferia”, finaliza.

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Documentário “Vozes da arquitetura Porto Alegrense” encerra programação de aniversário do IAB RS

O último dia da programação especial que comemorou os 76 anos do IAB RS foi marcado pela exibição do documentário “Vozes da Arquitetura Porto Alegrense”. O filme, produzido pela entidade com apoio institucional do CAU/RS, reuniu depoimentos de 19 profissionais, que falaram sobre a profissão e suas percepções envolvendo aspectos como criatividade, coletividade e outros significados. Além da exibição, foram anunciados dois editais de cultura. 

Leia Mais →

NOTA PÚBLICA

As entidades Associação dos Técnicos de Nível Superior de Porto Alegre (Astec), Instituto de Arquitetos do Brasil – Depto Rio Grande do Sul (IAB RS), Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico (IBDU), ONG Acesso Cidadania e Direitos Humanos e Sociedade de Economia do Rio Grande do Sul (SOCECON) entraram com ação ordinária a fim de denunciar irregularidades identificadas no edital e processo eleitoral do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental – Biênio 2024/2025. 

Leia Mais →

Desafios do planejamento urbano e gestão em Porto Alegre foram temas de debate no IAB RS

A relação envolvendo o setor imobiliário e a administração pública na Capital, bem como os desdobramentos da revisão do Plano Diretor e as eleições para o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA), foram alguns dos tópicos abordados no debate “Planejamento Urbano e Gestão: desafios atuais e perspectivas futuras para Porto Alegre”, que ocorreu no dia 28 de março na sede do IAB RS, em Porto Alegre.

Leia Mais →

Outras Notícias

Arquiteta Enilda Ribeiro é homenageada em evento do IAB RS

Para comemorar os 76 anos do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB RS), a entidade planejou uma série com três eventos especiais para debater a profissão, relembrar a história e preservar memórias. Na primeira atividade, a palestra “Acervos em arquitetura e urbanismo – homenagem a Enilda Ribeiro” promoveu o encontro entre o professor da FAUUSP e coordenador da biblioteca da FAUUSP, Eduardo Costa; o membro do conselho consultivo do Centro de Memória CAU/RS, José Daniel Simões; e a copresidente do IAB RS e responsável pelo projeto documental, Bruna Tavares. 

Leia Mais →

IAB RS participa do painel RS Seguro COMunidade no South Summit

A copresidente Clarice Oliveira falou sobre a importância dos Concursos Públicos de Projeto e dos processos participativos que o IAB RS vem implantando junto ao governo do Estado. Durante sua fala, destacou que “o IAB RS desenvolve concursos de projeto urbanístico integrai que tem como um pilar muito importante a participação da comunidade no processo inicial de elaboração do programa de necessidades, que vai constituir as bases do concurso público de projetos”.

Leia Mais →

Arquiteta Enilda Ribeiro é destaque na coluna Almanaque, da Zero Hora

Enilda foi uma das primeiras mulheres a ser diplomada no curso específico em Arquitetura no Rio Grande do Sul. Além e ter lutado pela criação do curso superior de graduação na URFGS, foi presidente do IAB/RS entre 1980 e 1981. “Eu gostaria muito de ter conversado, em algum momento, com ela sobre os desafios que foram enfrentados, tanto no IAB-RS quanto em nível nacional, onde ela articulou a construção de ideias e diretrizes para a formação de um conselho próprio de arquitetura e urbanismo”, declarou a co-presidente do IAB/RS, Bruna Tavares.

Leia Mais →