Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Santa Catarina terá a primeira feira do setor do vidro e do alumínio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Será realizada em Joinville (SC), nos dias 28, 29 e 30 de outubro, a II Feira Nacional do Vidro e Alumínio (Fenavid). Cerca de 100 expositores estarão apresentando lançamentos e novidades em vidro e alumínio, voltados para todo o setor da construção civil. A expectativa dos organizadores é receber 10 mil visitantes, entre vidraceiros, decoradores, designers, arquitetos, engenheiros e especificadores em geral. O evento, que acontecerá no Parque da Expoville, contará com palestras ministradas por instrutores da Escola do Vidraceiro, de São Paulo, direcionadas ao público visitante. Entre os apoiadores estão o Crea-SC, o IAB–SC, o Sebrae-SC, a Afeal (Associação dos Fabricantes de Esquadrias de Alumínio), a Ascevi (Associação Catarinense das Empresas Vidreiras), entre outras entidades. O apoio das instituições vale pela proposta da Fenavid de levar tecnologias e novos produtos a todas as regiões do país. Para o engenheiro Celso Ramos Fonseca, presidente do Crea-SC, a realização do evento será um grande estímulo às empresas e aos profissionais da região, principalmente para aqueles que atuam na parte técnica, uma área que sofre constante transformação. “Atualmente, o vidro é peça integrante e fundamental do projeto arquitetônico. Tem forte influência no conforto, na economia e segurança de qualquer edifício. A Fenavid, como grande exposição de novas tecnologias e produtos, dará aos profissionais mais opções para futuramente escolherem os materiais mais adequados”, afirma. Assim como Fonseca, o presidente do IAB-SC, Emerson da Silva, acredita que a feira será um ponto de encontro dos profissionais de um mesmo segmento, contribuindo para a realização de novos projetos e parcerias em Santa Catarina e nas localidades próximas. “A troca de informações e o contato com as novidades do mercado proporcionam ao arquiteto novas alternativas em seus projetos. Neste cenário, a feira surge como o espaço apropriado para a realização de encontros com esta finalidade”, diz o arquiteto. Apontando as novas possibilidades dos produtos aos profissionais da construção civil, a feira vai alavancar o consumo de vidro e alumínio na região, uma necessidade que se torna ainda maior com a inauguração da nova linha de produção de vidro da Cebrace, em Barra Velha (SC), produzindo 200 mil toneladas ao ano. Cláudio Cruz, presidente da Ascevi (Associação Catarinense das Empresas Vidreiras), aponta uma situação um tanto preocupante no ramo: “Baseado nos investimentos do setor e na quantidade de fornos existente no Estado, caso o consumo não aumente pelo menos de 20 a 30 %, estaremos com máquinas ociosas, comprometendo os investimentos e a saúde financeira das empresas, com margens reduzidas pelo excesso de concorrência”, diz.
Com um quadro semelhante ao do vidro, o setor do alumínio também busca maneiras de aumentar a demanda, considerada reprimida pelo desconhecimento dos produtos e as suas corretas aplicações. Mas, para o presidente da Afeal (Associação dos Fabricantes de Esquadrias de alumínio), Antonio Molina, ao ser realizada numa região economicamente forte, a feira vai ser um bom canal para difundir essas informações. “A Fenavid – Joinville será, sem dúvida, um momento marcante para o mercado de esquadrias e vidros. Acreditamos que despertará o interesse das construtoras, arquitetos, fabricantes de esquadrias e empresas ligadas ao vidro, que poderão conhecer as novidades e o desenvolvimento tecnológico dos produtos específicos do setor. “ diz Molina.
Mais informações sobre a Fenavid, acesse o site http://www.fenavid.com/ (http://www.fenavid.com/)
Assessoria de Imprensa
Mariana Queiroz/Cristina Gonzalez

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →

Nota pública em apoio às familias atingidas pelas enchentes no RS

O IAB-RS manifesta solidariedade às famílias atingidas pelas inundações e enchentes no Rio Grande do Sul. Os eventos de chuvas extremas estão se mostrando uma realidade com recorrência no nosso estado. O momento pede a soma de esforços de todos os setores da sociedade para ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade.

Leia Mais →