Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Teatro da OSPA, Direito Autoral e Concurso Público

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O vice-presidente do SAERGS – Sindicato dos Arquitetos do Rio Grande do Sul -, André Huyer, solicitou retificações nos textos relativos às obras de construção do novo Teatro da OSPA e do Multipalco Theatro São Pedro, publicados em 31 de dezembro de 2003 no caderno Perspectivas 2003 . No texto sobre a OSPA, o projeto aparece como sendo assinado pelo arquiteto Ismael Solé. De fato, o projeto é de Solé, mas ele é engenheiro civil. O engenheiro ainda foi citado como um dos autores do projeto do Multipalco, trabalho elaborado pelos arquitetos Júlio Ramos Collares e Dalton Bernardes, que venceram o concurso público organizado há alguns anos pelo Governo do Estado e pelo IAB-RS. A construção do Teatro da OSPA está causando ainda mais polêmica entre os arquitetos. O projeto, avaliado em R$ 10 milhões, não passou por seleção em concurso público. O vice-presidente do IAB-RS, Iran Rosa, criticou a forma como está sendo levado este problema no texto Bisturis, Batutas e Urbanidade , publicado na Revista Aplauso nº 52, de dezembro de 2003, que se encontra à venda nas bancas.
Leia um trecho deste texto:
“Esta é uma operação sem plástica, em que é enxertado um abcesso em forma de caixa de sapatos, em que o tecido urbano é rasgado, gerando desmedida cicatriz e consolidando um verdadeiro nó nesse sistema viário em iminente trombose”. Revista Aplauso nº 52, dezembro de 2003.

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Na mídia: IAB RS participa de reportagem da Folha de São Paulo sobre reconstrução do RS

A copresidente do IAB RS, Clarice Misoczky de Oliveira, concedeu entrevista para reportagem da Folha de São Paulo. O ponto central foi a reconstrução do RS. “A questão habitacional é mais dramática. Há municípios no Vale do Taquari, como Muçum e Roca Sales, que se desenvolveram em áreas de encostas. Cidades como Santa Tereza em que parte das casas estão em áreas de inundações. Precisamos construir com segurança”, disse.

Leia Mais →

MANIFESTO IAB RS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS

Considerando a enorme tragédia causada pelos efeitos da crise climática e pelo descaso do poder público com o planejamento urbano e regional sustentável na promoção de cidades justas, igualitárias e ecologicamente  equilibradas, a Comissão Cidades/IAB RS, por meio deste, manifesta a necessidade de atenção às questões referentes às diferentes escalas de planejamento, arquitetura e urbanismo para reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul, aqui agrupadas em dois grandes grupos: (A) Planejamento Urbano e Regional e (B) Moradia Digna.

Leia Mais →

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →

Nota pública em apoio às familias atingidas pelas enchentes no RS

O IAB-RS manifesta solidariedade às famílias atingidas pelas inundações e enchentes no Rio Grande do Sul. Os eventos de chuvas extremas estão se mostrando uma realidade com recorrência no nosso estado. O momento pede a soma de esforços de todos os setores da sociedade para ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade.

Leia Mais →