Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Tecnologia da informação: como não subtilizar?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Estatísticas demonstram que a produtividade do hardware cresce exponencialmente – máquinas cada vez menores, mais potentes e com custo decrescente; a produtividade dos softwares tem aumentado linearmente – na média não tem uma interface amigável e tem custo elevado e, enquanto isso, a velocidade com que as pessoas aprendem e aplicam essas novas tecnologias aumenta muito lentamente. GRÁFICO Como vergar a linha de produtividade das pessoas? Antes de tudo é preciso entender que a tecnologia da informação não pode orientar e sim servir, pois é apenas uma ferramenta que executa de forma veloz e precisa tarefas previamente programadas, processando dados fornecidos por aqueles que a operam . Portanto, para não subtilizar essa tecnologia, é preciso estabelecer a serviço do que ela vai estar . Por exemplo, um software de CAD (Computer Aided Design, que em bom Português significa Projeto Assistido por Computador ) pode servir para que?
“Criar” estados estéticos? Isso é mito …
Ser apenas um desenhador? Por que não? Só não invista muito para isso. Existem tecnologias adequadas a todas as finalidades e orçamentos, basta procurar.
Auxiliar na tomada de decisões do projeto? Com certeza um software de CAD, dependendo de como você fornece e organiza os seus dados dentro dele, pode servir de maneira inquestionável e eficiente a esse propósito. Viabilizar uma idéia? Veja os depoimentos da equipe do arquiteto Frank Gehry, do uso da tecnologia CATIA (Computer Aided Three-dimensional Interactive Aplication – Dessalt Systemes – França ) para o projeto e execução do Rock Temple – Seattle – EUA:
“O modelo eletrônico era tão completo que os projetos executivos em papel se tornaram irrelevantes. As 21.000 peças em metal que formam a casca externa foram cortadas a laser pelos dados gerados no modelodigital”. (www.architectureweek.com) Arq. Frank Gehry- Rock Temple – Seattle- USA
Para otimizar o uso da tecnologia, o seu tempo e o seu investimento, estabeleça os seus objetivos, planeje estrategicamente e invista na tecnologia e no treinamento adequados aos propósitos desse planejamento. Arq. Gianpietro Sanzi
Especialista em projeto assistido por computador, desenho industrial e comunicação;
autor do livro “Projetando com Arqui 3D” – Ed. Érica – São Paulo – 1999

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

IAB RS retoma editais de cultura

Após uma pausa por conta das enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul, o IAB RS está pronto para a retomada dos editais de cultura. Os contemplados no Edital Galeria Espaço IAB e no Edital de Ocupação Artístico-Cultural serão divulgados na próxima quarta-feira, 10 de julho.

Leia Mais →

Exposição “Portugal, 50 anos da Revolução dos Cravos” reabre no IAB RS

Em virtude dos efeitos da crise climática que se abateu sobre Porto Alegre e Rio Grande do Sul, a visitação da exposição “Portugal, 50 anos da Revolução dos Cravos”, inaugurada no dia 25 de abril no IAB RS, foi interrompida. A iniciativa foi reaberta no dia 3 de julho, e segue em cartaz até 31 de julho, com visitação disponível de segunda à sexta, das 10h às 12h, e das 14h30 às 17h30.

Leia Mais →

Nota de falecimento: Emil Bered

Faleceu hoje, 2 de julho, em Porto Alegre, o arquiteto e ex-presidente do IAB RS Emil Bered. As homenagens serão realizadas na capela 3 do Crematório Metropolitano, em Porto Alegre, a partir das 12h, e a cremação será às 17h.

Leia Mais →

IAB relembra manifesto contra A LGBTQIA+fobia

No encerramento do mês do orgulho LGBTQIA+, rememoramos o manifesto lançado há quatro anos pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), elaborado pelos arquitetos Natan Arend, Igor Vetyemy e Luiz Sarmento. O IAB reitera seu firme compromisso com a defesa da diferença, da liberdade e dos direitos da comunidade LGBTQIA+. Em 28 de junho, celebra-se o Dia de Luta contra a LGBTQIA+fobia, data que evoca a Revolta de Stonewall em 1969, marco inicial na resistência contra décadas de opressão e criminalização policial da comunidade LGBTQIA+.

Leia Mais →

Outras Notícias

Nota pública: Suspensão da urbanização da Fazenda do Arado

A fazenda do Arado é patrimônio ambiental, arqueológico, histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico de Porto Alegre, constituindo-se de uma zona primordial para manutenção de espécies da fauna e da flora, sujeita a enchentes e alagamentos por encontrar-se abaixo da cota de inundação do Guaíba. A zona serve como espaço de extravasamento natural do Guaíba, importante de ser preservado. O IAB RS reitera a necessidade de atenção máxima por parte dos governantes, sociedade civil, entidades e instituições às questões ambientais e suas relações com a cidade.

Leia Mais →