Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Caravana da Arquitetura – Profissionalização da Profissão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Entre os dias 3 e 5 de maio o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB RS) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU BR) realizaram em Torres a Caravana da Arquitetura, com um conjunto de atividades de interesse dos profissionais e da sociedade focados no tema da atuação do arquiteto e a “Profissionalização da Profissão”. Todos os eventos eram abertos à participação dos interessados e gratuitos.
A programação iniciou na sexta-feira, dia 3, às 19h, no auditório da Ulbra, com “O Arquiteto Incorporador”, palestra dos Arquitetos Marcio Carvalho e  Ricardo Ruschel, da smart!, sobre a atuação do arquiteto e urbanista como construtor e transformador da realidade e não somente como projetista (confira aqui). No dia 4 as atividades iniciaram com a Mesa-Redonda “Profissionalização da Profissão” com a participação de representantes das entidades de arquitetos – IAB RS, IAB RS Núcleo Torres, SAERGS, AAI, AsBEA, CAU RS – e da Ulbra. Participaram do debate o Presidente do IAB RS, Tiago Holzmann da Silva, o Diretor do CAU RS, Carlos Eduardo Pedone, um dos membros da Comisssão Provisória do IAB RS, Marcelo Koch e da Coordenadora do Curso de Arquitetura da Ulbra, Thais Menna Barreto.
Thiago abriu os debates com a apresentação sobre a profissionalização, citando itens discutidos durante o evento, como ética, honorários, formação acadêmica, entre outros. Thaís realizou uma apresentação sobre a importância da formação do profissional citando que a arquitetura tem um corpo de conhecimento complexo, infatizando a cultura do profissional e sua adaptação e qualificação no mercado de trabalho. "Se cada arquiteto dedicasse uma hora por semana para a profissionalização, os arquitetos trabalhariam menos e ganhariam mais, se tornando mais valorizados", disse.
Carlos Pedone destacou a importância sobre a atuação no mercado de trabalho hoje, lembrando das possibilidades de ação que protege os arquitetos pelas leis. Marcelo ressaltou a relação do arquiteto com os órgãos públicos, destacando o entendimento de que este órgãos devem ter tanto legislações como fiscalizações que beneficiem a profissão do arquiteto.

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias