Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Anfiteatro Pôr-do-Sol – Palavra do Arquiteto

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Foi com bastante surpresa que ao abrir o JORNAL DO IAB li a matéria apresentada na seção “A Palavra do Arquiteto”, escrita por Júlio Curtis, meu professor na década de 70, na Faculdade de Arquitetura da UFRGS. Li atentamente, tendo em vista minha admiração pelo arquiteto que a escrevia, manifestando-se de imediato a vontade de responder pelo menos parte das críticas feitas. Ressenti-me no parágrafo em que se lê: “…um bom projeto poder-se-ia originar também na Prefeitura” …. “Poder-se-ia também” são palavras deveras evasivas, eis que posso citar, trabalhando na Prefeitura, inúmeros projetos elaborados por profissionais competentes, dedicados e talentosos. Some-se a isto as condições de trabalho que temos e as obras construídas com cortes orçamentários e deduzo que o “poder-se-ia” e o “também” perdem o sentido na frase.
Tenho a expor que o primeiro projeto do anfiteatro em que trabalhei data de 1992 e foi elaborado por arquitetos da Prefeitura.
Em outro parágrafo fala o professor Curtis na censura estética. Quem o fará? Com que bagagem? E como censurar os censores e seus parâmetros de censura?
Quando ao projeto paisagístico, último refeito em 1998, de que não fala o artigo, ainda não foi totalmente implantado e levaremos anos até ver a massa vegetal proposta crescida. Neste último projeto, em que também trabalhei, foi implantado palco de autoria do arquiteto Glauco Campelo, convidado pela Fundação Roberto Marinho, que pagou pela construção deste e utilizou dentro dos conceitos próprios, profissional de sua confiança.
Acompanhei a criação das formas desde o início como autora do plano geral.
Partindo da necessidade de utilizar-se caixa de urdimento para possibilitar a apresentação de óperas, não há formas de escondê-las. As dimensões do palco são estritamente técnicas e oferecem guarida a balés, orquestras sinfônicas, óperas, peças teatrais, etc. Qualquer tentativa de diminui-lo nos teria roubado de ter acesso popular a um desses espetáculos.
Referir-se a partes do projeto como pernas, tórax e saia “evasée” mascara com ironia elementos indispensáveis ao funcionamento do palco.
Num teatro, temos a possibilidade de, com uso de expedientes arquitetônicos, camuflar estas alturas e larguras. Desafia-nos, ao ar livre, mantê-las íntegras. Não é tarefa fácil. Não se trata de “um elefante branco”. Breve o palco terá cores.
As árvores nativas que estão sendo plantadas na área, no futuro deixarão mais suaves as formas hoje sozinhas. Como aconteceu no passado, no início de algumas cidades, imensos edifícios hoje perdem-se no traçado urbano.
O palco é um dos componentes de um parque cujo projeto está pronto e deverá ser construído aos poucos. Vamos esperar para ver. Arq. Ana Maria Germani
DPC/SUPPJ/SMAM

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Lago Joaquina Rita Bier será requalificado em concurso de arquitetura

Importante espaço histórico do município, o Lago Joaquina Rita Bier será requalificado por meio de um concurso público nacional de arquitetura que está sendo promovido pela Prefeitura de Gramado com organização do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB/RS). A iniciativa conta com atuação das secretarias de Planejamento, do Meio Ambiente e da Cultura. A coletiva de imprensa de apresentação do certame ocorreu nesta sexta-feira (15), no próprio Lago.

Leia Mais →

Gramado anuncia Concurso de Projeto de Arquitetura para requalificar entorno do Lago Joaquina Rita Bier

Atenção arquitetos de todo o Brasil, preparem suas equipes, pois a Prefeitura de Gramado (RS) realizará na próxima sexta-feira (15/09), coletiva de imprensa para o anúncio oficial do concurso público de arquitetura e urbanismo, com o objetivo de selecionar as melhores propostas para a requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier. O certame terá abrangência nacional e ocorrerá em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB RS).

Leia Mais →

Outras Notícias

Núcleo Hortênsias do IAB/RS participa de encontro com o governador para falar sobre o Parque do Palácio

O tradicional Parque do Palácio, em Canela, na Serra Gaúcha, vem sendo tema de debates entre a prefeitura e entidades ligadas ao urbanismo e ao meio ambiente. A discussão retoma uma pauta antiga, que trata sobre a construção de um centro de eventos dentro do local, afetando importantes biomas que compõem a região. O núcleo Hortênsias do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB/RS), comunidade e autoridades participaram de uma audiência com o governador do Estado, Eduardo Leite, para solicitar maior atenção para o debate e apresentar um estudo ambiental.

Leia Mais →

Nota Pública: Prédio de 98,4m no Centro Histórico revela uma cidade sem rumo e sem respeito ao patrimônio cultural

O Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB-RS) se soma ao debate dos últimos dias acerca do lançamento do empreendimento das empresas Melnick e Zaffari, no Bairro Centro Histórico, da capital gaúcha. O edifício de 98,4m no nível da Rua Duque de Caxias será o mais alto no skyline da região.  Ainda que tenha 8m a menos que o Edifício Santa Cruz, o nível da Rua Duque de Caxias se localiza 30m acima do nível da Rua da Praia, local do prédio mais alto da cidade.

Leia Mais →

Concessão do Parque Marinha foi tema de debate no IAB-RS

O modelo de concessão do Parque Marinha do Brasil para a iniciativa privada foi tema de um debate promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB/RS), como parte da programação do IAB nas Quartas. Participaram do evento o mestre em planejamento urbano pela UFRGS, Rogério Malinsky, o ex-diretor da FAUPUCRS e ex-presidente do IAB-RS, Ivan Mizoguchi, e o arquiteto, ex-presidente da Agapan e especialista em análise de impactos ambientais pela UFAM, Francisco Milanez. A mediação foi realizada pela arquiteta e urbanista e co-presidente do IAB/RS, Nathalia Danezi. O evento foi uma promoção conjunta do IAB/RS, ATUAPOA e Agapan.

Leia Mais →

IAB-RS inaugura fachada do Solar em comemoração com a cidade

Após um longo período de restauro, o público pôde conferir de perto no último sábado (19/08) a imponência da construção do Solar Conde de Porto Alegre, atual sede do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB-RS). A obra que iniciou nos anos 2000 passou por diversas gestões. Depois de muitos anos coberto por tapumes, o prédio voltou a fazer parte da paisagem do Centro Histórico, na semana de comemorações do dia do patrimônio cultural. O evento contou com a participação dos componentes da direção da casa, de autoridades municipais e estaduais, e do público, que prestigiou, ainda, diversas atrações culturais.

Leia Mais →