Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

ARTES – IAB convida para inauguração de exposições

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
O Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul, convida para a abertura de 4 exposições que integram o primeiro ciclo de artes visuais da galeria Espaço IAB em 2013. O coquetel será realizado dia 15 de maio, a partir das 19h30min, permanecendo com visitação de 16 de maio a 7 de junho, das 14 às 20h. Para saber mais sobre as exposições selecionadas no edital de 2013 e o histórico da galeria acesse galeriaespacoiab.blogspot.com.
SALA NEGRA: ATELIER BRITTO VELHO  ADRIANA FREITAS VITÓRIA, ALICE SCHIMITT, BRITTO VELHO, GUTA, JUSSARA GONÇALVES, MARIA ISABEL BERTA DORNELES E MARSINHO SUSIN.
ABERTURA 15/5/2013, às 19h30min.  VISITAÇÃO 16/5 a 7/6/2013, 14 às 20h.
A exposição reúne um grupo de artistas visuais que se encontra semanalmente no atelier do artista Britto Velho para pintar e trocar experiências sobre vida e obra de artistas, linguagens da arte e diversos temas relacionados à produção. Ao longo dos últimos quinze anos, o grupo vem paulatinamente se constituindo como um núcleo permanente de trabalho, o que contribui para o fortalecimento da sua identidade como coletivo. Os processos criativos inerentes à produção artística de cada um dos artistas são diferentes, estando vinculados à sua trajetória artística, entretanto apresentam visível coerência que se apresenta de maneira direta ou indireta, mediante similaridades na técnica adotada, nas cores, nos materiais empregados e nas proporções escolhidas. A convivência no espaço do Atelier Britto Velho possibilita o crescimento do grupo no âmbito da arte, favorecendo o desenvolvimento do processo criativo, impulsionando cada um a se encontrar e também a estabelecer as relações coletivas.
 
NA CIRCULAÇÃO:
MARCELO ARMANI  GARGOMAGO – "THE BRAZILIAN MIRACLE"
ABERTURA 15/5/2013, às 19h30min.  VISITAÇÃO 16/5 a 7/6/2013, 14 às 20h.
Gargomago é uma instalação sonora hexafônica desenvolvida pelo artista sonoro gaúcho Marcelo Armani. Aplicada no espaço de circulação do IAB, seis canais de áudio independentes, autofalantes e cubas de água são distribuídos ao longo do vão da escadaria da sede do instituto. A instalação se divide em dois planos: A Garganta (nível superior) que reproduz peças sonoras compostas por falas, discursos, sons e fragmentos dissolvidos que transitam verticalmente em um sistema quadrifônico, e O Estômago (nível inferior) caracterizado pela presença de cubas suspensas no espaço, onde se encontram, mergulhados em água, autofalantes cuja característica é a reprodução de frequências graves. Essas, por sua vez, geram fenômenos vibratórios causando perturbações na superfície do líquido. Essa é uma instalação site specifc cuja poética é baseada em fatos históricos que por ali transitaram. Um universo úmido, com sons e ruídos entalados, expelidos.
NA SALA DO ARCO:
MARÍLIA FAYH  DIÁRIOS DE BRONZE
ABERTURA 15/5/2013, às 19h30min.  VISITAÇÃO 16/5 a 7/6/2013, 14 às 20h.
Marilia Fayh apresenta parte de sua recente produção de esculturas, intituladas "Diários de Bronze". As esculturas são exibidas numa constante ordem, contando sua historia diária em conjunto com o trabalho contínuo da artista em atelier. São diversas figuras perfiladas como seres em procissão, estabelecendo múltiplas vivências e caminhadas das estradas de uma vida. Nas paredes, fotografias de esculturas sendo elaboradas; ora fotografadas com seus respectivos modelos posando, ora em situações imaginadas. A mostra inclui também obras bidimensionais, que a artista pintou para ilustrar os capítulos do livro Diário de Alecrim.
NA SALA ANEXA:
MARTA MARTINS COSTA  EXPLORAÇÕES GRÁFICAS
ABERTURA 15/5/2013, às 19h30min.  VISITAÇÃO 16/5 a 7/6/2013, 14 às 20h.
A mostra Explorações Gráficas é resultado de pesquisas que a artista Marta Martins Costa realiza, migrando do desenho para pintura e escultura e vice-versa.  Ela se utiliza de grafismos que lembram estruturas celulares, organismos que se proliferam pelo espaço num movimento entre planos e temporalidades. A contaminação gerada pela repetição e adensamento das formas passa a impregnar o plano, construindo outras superfícies a serem exploradas.

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias