Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

CAU/BR defende políticas para projetos de Arquitetura no Senado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
A produção de projetos arquitetônicos para obras públicas foi um dos principais temas da audiência pública do Senado Federal sobre a Lei de Licitações do governo federal. “A falta dos projetos é o mal maior da Lei 8.666. Os tribunais de contas não podem nem julgar se houve sobrepreço porque não têm os projetos”, afirmou a senadora Kátia Abreu (PSD-TO), relatora da comissão que deve organizar mais de 600 propostas de mudanças na norma que completa 20 anos.
O presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, foi um dos convidados para o debate desta segunda-feira em Brasília. Ele defendeu dois pontos que o CAU/BR considera fundamentais para a criação de uma política de Estado para Arquitetura e Urbanismo no Brasil: a exigência do projeto completo para licitações de obras públicas e a obrigatoriedade de concursos públicos para a contratação dos projetos.
“A Lei 8.666 criou o projeto básico, algo que só existe no Brasil”, afirmou. “Fracionar o projeto completo é um equívoco”. Haroldo explicou que o projeto arquitetônico completo possui todo o detalhamento necessário para que o governo tenha segurança de tudo o que está sendo contratado, ao contrário do que acontece hoje, quando cabe ao empreiteiro decidir o detalhamento da construção. “O projeto completo custa de 3% a 10% de uma obra. A economia que se faz sem o projeto completo resulta em aumentos que vão de 25% a 30%, isso quando a obra é concluída”.
Paulo Paranhos, presidente do IAB-DF, disse que o Brasil contratar projetos apenas por critérios de menor preço é uma vergonha. “Cria-se um elemento fictício, que é o projeto básico, que passa a ser objeto de negociação permanente entre as empresas e os governos”, afirmou.
CONCURSOS PÚBLICOS – Outra mudança proposta pelo CAU/BR foi a obrigatoriedade de concursos públicos para todas as obras públicas no país, de escolas a aeroportos. Haroldo Pinheiro lembrou que o Brasil é signatário de compromissos com a Organização das Nações Unidas que recomendam a aplicação dessa regra. As razões são: a melhoria das cidades, pela soma dos equipamentos públicos feitos a partir de critérios de qualidade; e proporcionar o desenvolvimento científico e tecnológico nas áreas de Arquitetura e Engenharia.
“Na França, um país bem menor e mais construído, houve 1.200 concursos de Arquitetura em 2009. No Brasil, tivemos 16″, disse o presidente do CAU/BR. A senadora Kátia Abreu perguntou se o mercado estaria pronto para absorver a demanda que essa obrigatoriedade geraria. “Sim”, respondeu Haroldo. “Todos os concursos no Brasil têm 100, 200 arquitetos participando. É uma demanda reprimida”.
Paulo Paranhos ressaltou que o concurso público de Arquitetura é ao mesmo tempo uma ferramenta de transparência e de democratização das cidades. “Na Argentina, está se discutindo uma lei sobre essa obrigatoriedade”, comentou.
O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Safady Simão, também estava no encontro representando as empresas de construção civil e concordou com as mudanças sugeridas pelos arquitetos. “A obrigatoriedade do projeto executivo eliminaria 90% dos problemas que vivenciamos hoje”, afirmou.
A senadora Kátia Abreu comentou que a nova Lei de Licitações deverá ser dividida em capítulos, diferenciando as compras de projetos, serviços, construções, limpeza e manutenção, etc. A previsão é que uma primeira minuta de reforma da Lei 8.666 seja apresentada na primeira quinzena de outubro.

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

NOTA PÚBLICA SOBRE OS PROCESSOS DE IMPUGNAÇÃO NAS ELEIÇÕS PARA O CMDUA.

O IAB-RS expressa preocupação em relação à ausência de registro dos pedidos de impugnação apresentados pelo instituto no âmbito do processo eleitoral das entidades de classe ligadas ao planejamento urbano no Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA). Conforme o cronograma estabelecido no edital 006/2023, utilizando os critérios estipulados no item 2.11 do referido edital, foi emitido um documento elencando 23 entidades que não demonstram caráter de atividades relacionadas ao planejamento urbano. Isso ocorreu após análise apropriada e indicação da regularidade dessas entidades para participação nas eleições do CMDUA.

Leia Mais →

Arquitetos vencedores do concurso de requalificação do Lago Joaquina apresentam projeto

Na tarde desta quarta-feira (10), os arquitetos e urbanistas do escritório OCRE, vencedores do Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier, receberam a premiação de R$50 mil, assinaram o contrato de realização do projeto executivo e apresentaram a proposta vencedora para membros da Administração Municipal e comunidade.

Leia Mais →

Revelados os vencedores do Prêmio IAB-RS etapa estadual

Durante a Noite da Arquitetura, evento promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), foram revelados os vencedores do prêmio IAB-RS José Albano Volkmer para as turmas de 2022. O evento foi marcado, também, pela posse do conselho do CAU/RS para o triênio 2024-2026.

Leia Mais →

Outras Notícias

IAB-RS assina acordo para consultoria no programa RS Seguro COMunidade

O Governador do Estado, Eduardo Leite, lançou, na manhã do dia 15 de dezembro, o programa RS Seguro COMunidade, no Palácio Piratini, em Porto Alegre. Desenvolvido no âmbito do RS Seguro, a iniciativa integra o eixo voltado para políticas sociais preventivas e transversais, cujo foco de atuação são os territórios em situação de vulnerabilidade socioeconômica e com indicadores elevados de crimes violentos letais e intencionais, consumados ou tentados. O o IAB-RS realizará três concursos nacionais, em que serão selecionados projetos urbanísticos integrados para três localidades: Umbu, Rubem Berta e Santa Tereza.

Leia Mais →

ARQUITETOS DE PORTO ALEGRE VENCEM CONCURSO QUE IRÁ REQUALIFICAR LAGO JOAQUINA RITA BIER EM GRAMADO

Na noite desta quarta-feira (13/12) foi realizada em Porto Alegre a cerimônia de divulgação dos vencedores do “Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier em Gramado, RS”, promovido pela Prefeitura Municipal de Gramado (RS) com organização do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB-RS) e apoio da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP) e do IAB-RS Núcleo Hortênsias. Os grandes vencedores da noite foram os arquitetos e urbanistas Thiago Yuuki Kajiwara, Ananda Maciel Oliveira e Diego Flamia, do escritório OCRE Arquitetura, de Porto Alegre.

Leia Mais →

Prêmio IAB-RS recebe inscrições até o dia 13 de dezembro

Arquitetos e urbanistas das turmas de 2022 têm até as 23h59 do dia 13 de dezembro para inscrever o seu trabalho de conclusão de curso (TCC) no prêmio IAB-RS José Albano Volkmer, edição 2023. A iniciativa, concebida em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), premiará as ideias mais inovadoras e seus projetos inspiradores.

Leia Mais →

Resultado do Julgamento do Concurso de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier será divulgado no dia 13/12

A Prefeitura de Gramado (RS) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB RS) promovem na quarta-feira (13/12) a cerimônia de divulgação do resultado do julgamento das propostas para o “Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier em Gramado, RS”. Haverá transmissão ao vivo pelo canal do IAB RS no YouTube, diretamente da sede do IAB RS, em Porto Alegre, a partir das 19 horas, com a participação de membros do Executivo Municipal de Gramado.

Leia Mais →