Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Debate sobre IPTU: Arrecadação ou Política Pública?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Nesta quarta-feira (27/09) o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB RS) promoveu o debate com o tema "IPTU: Arrecadação ou Política Pública?". O evento contou com a participação do economista Paulo Muzzel de Oliveira, da arquiteta e urbanista Néia Uzon e de Juarez Tejada Franceschi, presidente da Associação dos Auditores Fiscais da Receita Municipal de Porto Alegre (AIAMU).

Para o economista Paulo Muzzel de Oliveira, especialista em Planejamento e Desenvolvimento Econômico na Fundação de Recursos Humanos do Estado/RS, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) perde com a inflação. Segundo ele, na época do governo Collares o IPTU chegou a representar 5% da receita corrente da Prefeitura. No governo do Tarso Genro o IPTU representou 12%, no governo do Fortunati 8,4%, e agora na última gestão está em 8,9% como receita. “Como instrumento de combate a especulação imobiliária nunca foi relevante”, observou.  Para Oliveira, o imposto territorial teria que ter alíquota muito maior que o predial. “Eu não acredito que o governo atual use o IPTU como combate a especulação e sim para aumentar a receita, que no meu ponto de vista não será expressiva. Não acho que esse imposto será instrumento de justiça social por essa gestão”, declarou.
 


A arquiteta e urbanista Néia Uzon, lembrou que em 1986, no governo Collares, a Secretaria da Fazenda enfrentou um IPTU insignificante. “As pessoas não pagavam porque não valia a pena virem ao centro para buscar a via, isso porque a passagem era mais alta. Então deixavam acumular para pagar o IPTU no final do ano com multa porque valia mais a pena financeiramente”, relembra Néia. A partir dessa época, segundo Néia, foi realizado uma planta de valores pelo método evolutivo de terreno x construção. Em 1990, a arquiteta trabalhou elaboração da legislação de responsabilidade social aplicada em Porto Alegre entre 1989 e 2004, como também na elaboração do 1° Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental da cidade. “Nesta época fui buscar variáveis que poderiam ser importantes para se fazer uma estatística para justificar o valor do imposto”, lembra. “O IPTU tem uma função arrecadatória para financiar a cidade”, acredito. “O grande debate será restabelecer as alíquotas progressivas e eu sempre defendi isso”, declarou.
 

O representante da Secretaria Municipal da Fazenda, Juarez Tejada Franceschi, também presidente da Associação dos Auditores Fiscais da Receita Municipal de Porto Alegre, informou no debate que o IPTU só pode ser corrigido por projeto de lei. “Isso é muito difícil porque mexe no patrimônio de todos nós. Se corrige todos os imóveis monetariamente”, declarou. Nos últimos 26 anos tivemos freios absurdos para fazer reajustes necessários no imposto. Enquanto isso, o INSS acompanhava o crescimento dos serviços, se tornando dinâmico e atualizado. Para Juarez, a grande dificuldade em debater os benefícios do IPTU é realizar projetos para seu aperfeiçoamento, ou mesmo de estruturar melhor este importante instrumento fiscal em nível nacional. 
 

O presidente da AIAMU informou que 40% dos imóveis pagarão menos imposto ou serão isentos. Ele informou ainda que o número de isentos aumentará em 58%; aqueles que têm aumento no imposto irão pagar gradativamente; só pagarão IPTU aqueles com imóveis acima de 60 mil reais; o aumento médio em 2018 seria de 13,4%. “A planta de valores tem que ser padronizada de acordo com os valores dos imóveis, e assim, várias distorções serão corrigidas. Agora se vai aumentar a arrecadação para o município é outra discussão”, avaliou.

Confira alguns dados importantes:

*Dos 745 mil de imóveis cadastrados:
– 161 mil imóveis não pagaram IPTU – 22%.
– 142 mil Imóveis terão redução de IPTU – 19%
* O restante dos imóveis irá pagar e quantia que os demais imóveis já pagam. Entretanto, as correções serão feitas de forma gradual em 4 anos.
* O aumento médio do boleto será de panas 13,40% em 2018
* Aumento máximo de iPTU será de 30% para imóveis que estavam muito subavaliados
* Redução de IPTU para a maioria dos imóveis que pagam até R$ 500 no boleto

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Na mídia: “Depois de construído, é difícil reverter”: o que dizem especialistas sobre mudanças na fachada do Pontal Shopping

Especialistas em urbanismo avaliam que a readequação da fachada da loja Leroy Merlin, no Pontal Shopping, na zonal sul de Porto Alegre, traz pequenas melhorias no visual e no microclima, mas não resolve o problema de sua construção ter se tornado uma barreira à contemplação e à conexão da Avenida Padre Cacique com a orla do Guaíba. Em entrevista ao jornal Zero Hora, a co-presidente do IAB-RS, Clarice Oliveira, ressalta que “Uma parede verde de plantas naturais é positiva porque vai diminuir o calor naquele microclima, com menos concreto. Vai ficar mais agradável, mas continuará sendo um paredão sem interface com o outro lado. Não vai deixar de ser uma barreira”.

Leia Mais →

NOTA PÚBLICA SOBRE OS PROCESSOS DE IMPUGNAÇÃO NAS ELEIÇÕS PARA O CMDUA.

O IAB-RS expressa preocupação em relação à ausência de registro dos pedidos de impugnação apresentados pelo instituto no âmbito do processo eleitoral das entidades de classe ligadas ao planejamento urbano no Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA). Conforme o cronograma estabelecido no edital 006/2023, utilizando os critérios estipulados no item 2.11 do referido edital, foi emitido um documento elencando 23 entidades que não demonstram caráter de atividades relacionadas ao planejamento urbano. Isso ocorreu após análise apropriada e indicação da regularidade dessas entidades para participação nas eleições do CMDUA.

Leia Mais →

Arquitetos vencedores do concurso de requalificação do Lago Joaquina apresentam projeto

Na tarde desta quarta-feira (10), os arquitetos e urbanistas do escritório OCRE, vencedores do Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier, receberam a premiação de R$50 mil, assinaram o contrato de realização do projeto executivo e apresentaram a proposta vencedora para membros da Administração Municipal e comunidade.

Leia Mais →

Outras Notícias

Revelados os vencedores do Prêmio IAB-RS etapa estadual

Durante a Noite da Arquitetura, evento promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), foram revelados os vencedores do prêmio IAB-RS José Albano Volkmer para as turmas de 2022. O evento foi marcado, também, pela posse do conselho do CAU/RS para o triênio 2024-2026.

Leia Mais →

IAB-RS assina acordo para consultoria no programa RS Seguro COMunidade

O Governador do Estado, Eduardo Leite, lançou, na manhã do dia 15 de dezembro, o programa RS Seguro COMunidade, no Palácio Piratini, em Porto Alegre. Desenvolvido no âmbito do RS Seguro, a iniciativa integra o eixo voltado para políticas sociais preventivas e transversais, cujo foco de atuação são os territórios em situação de vulnerabilidade socioeconômica e com indicadores elevados de crimes violentos letais e intencionais, consumados ou tentados. O o IAB-RS realizará três concursos nacionais, em que serão selecionados projetos urbanísticos integrados para três localidades: Umbu, Rubem Berta e Santa Tereza.

Leia Mais →

ARQUITETOS DE PORTO ALEGRE VENCEM CONCURSO QUE IRÁ REQUALIFICAR LAGO JOAQUINA RITA BIER EM GRAMADO

Na noite desta quarta-feira (13/12) foi realizada em Porto Alegre a cerimônia de divulgação dos vencedores do “Concurso Público Nacional de Arquitetura da Paisagem para Requalificação do entorno do Lago Joaquina Rita Bier em Gramado, RS”, promovido pela Prefeitura Municipal de Gramado (RS) com organização do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB-RS) e apoio da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP) e do IAB-RS Núcleo Hortênsias. Os grandes vencedores da noite foram os arquitetos e urbanistas Thiago Yuuki Kajiwara, Ananda Maciel Oliveira e Diego Flamia, do escritório OCRE Arquitetura, de Porto Alegre.

Leia Mais →

Prêmio IAB-RS recebe inscrições até o dia 13 de dezembro

Arquitetos e urbanistas das turmas de 2022 têm até as 23h59 do dia 13 de dezembro para inscrever o seu trabalho de conclusão de curso (TCC) no prêmio IAB-RS José Albano Volkmer, edição 2023. A iniciativa, concebida em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), premiará as ideias mais inovadoras e seus projetos inspiradores.

Leia Mais →