Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Infantilismo e Prepotência da Mediocridade

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Pórticos e monumentos, com raras exceções, vêm poluindo a paisagem urbana e rural, senão do Brasil todo, pelo menos do Rio Grande do Sul. Expressam um certo estágio de infantilismo e, talvez mesmo, de deseducação, embora fortemente fundamentados em robustas teses de promoção, de divulgação e de “marketing” público e privado. Já podem ser considerados uma epidemia. Têm pavimentado o imaginário coletivo em grande número de municípios, em cidades, parques de exposições, acessos a empresas, centros administrativos. Representam símbolos do mundo dos sonhos da infância, embora decididos pelos adultos, muitas vezes por representantes eleitos. Não raro são casos constrangedores de aplicação de dinheiro público. Comunidades municipais buscam com tais empreendimentos difundir a imagem dos seus municípios, buscando promover seus produtos econômicos, suas logomarcas, símbolos que sugerem o caráter de seus valores sociais e culturais. Formas que pretendem consolidar emblemas, signos ou estimular o apetite e os desejos biológicos mais afeitos à fase pré-natal. Um enorme morango foi transformado em pórtico de entrada a um Parque de Exposições. Agora só falta um abacaxi sugerir o acesso a um município grande produtor desta deliciosa fruta. Não seria de surpreender, da forma como a imaginação tem estimulado o empreendedorismo da mediocridade, uma iniciativa de construção de um cacho de bananas ou uma salsicha como portal de acesso a determinadas cidades. A acelerada velocidade com que tais iniciativas têm sido tomadas preocupa a todos quantos têm a responsabilidade pela gestão pública. Mas a iniciativa privada também tem sido pródiga em empreendimentos que realimentam o imaginário contemporâneo, reabilitando castelos medievais, pórticos bávaros, torreões germânicos como máscaras de hotéis e lojas de departamentos, casernas e porões gastronômicos que lembram fortalezas encantadas. Toda a sorte de esculturas e monumentos sublimam símbolos e ícones como tamancos de madeira, ou colonos como o “Fritz e a Frida” nas festas dedicadas à cerveja, as pipas de vinho e, não raro, miniaturas da arquitetura da alta Idade Média italiana, ou ainda o lamentável Pórtico de acesso ao Patrimônio da Humanidade na Região Missioneira. Os Parques Temáticos povoam de sonhos de incautos usuários que, por alguns turísticos instantes, deixam-se transportar para as terras das maravilhas e das fantasias efêmeras da teatralidade urbana das paisagens culturais contemporâneas. Nas Universidades não seria possível a identificação de ícones materiais da mediocridade e do infantilismo, embora o marketing acadêmico induza o entendimento, muitas vezes, de que o “sucesso pessoal inicia com o diploma”.
A desvairada propaganda inunda todos os espaços disponíveis, procurando preferencialmente obliterar as sinalizações de trânsito, o patrimônio ambiental urbano e a paisagem cultural. Não se dá conta de que o excesso de informação anula a possibilidade de registro de tanta informação. É dinheiro posto fora.

Mas o pior é a aplicação de recursos públicos na realização de empreendimentos de arte e arquitetura, com a prepotência de decisões eivadas de mediocridade, que pretendem iluminar o imaginário das comunidades com as bandeiras do infantilismo e da deseducação. Seria uma nova forma de dominação?

Arq. José Albano Volkmer
Presidente IAB-RS :: gestão 2002/2003

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

IAB-RS realiza evento sobre a dimensão territorial e cultural da presença negra na Capital

O Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB-RS) promoveu, dentro de sua programação cultural, o evento “Dimensão territorial e cultural da presença negra em Porto Alegre”, para celebrar e refletir sobre o novembro negro. O objetivo foi discutir e realizar trocas sobre as questões raciais que atravessam os territórios da cidade e as manifestações culturais, que traduzem os saberes e vivências da população negra.

Leia Mais →

Projeto de construção com 41 andares no Centro Histórico foi tema de audiência pública

A Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia promoveu, no dia 10 de novembro, audiência pública para debater o projeto de construção ao lado do Museu Júlio de Castilhos, e também a Lei 930/2021, que estabelece o Programa de Reabilitação do Centro Histórico de Porto Alegre. Durante o encontro, liderado pela deputada Sofia Cavedon, foram destacadas as consequências do empreendimento com 41 andares. A co-presidenta do presidente do IAB-RS, Clarice Oliveira, participou do encontro.

Leia Mais →

NOTA DE DEFESA PELO INVENTARIAMENTO DO PRÉDIO DA SMOV

O IAB RS acompanha, com atenção, o processo de leilão promovido pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre do antigo prédio da Secretaria Municipal de Obras e Viação (SMOV), previsto para o próximo dia 27 do mês vigente.  O prédio, localizado na av. Borges de Medeiros, próximo à avenida Ipiranga, faz parte de uma lista, com outros 100 imóveis do município, que poderão ser vendidos pelo poder municipal.

Leia Mais →

Governo Federal retoma atividades do ConCidades, desativado desde 2017

A co-presidenta do IAB-RS, Clarice Misoczky de Oliveira, que passa a ocupar uma cadeira no Conselho que representa também o IAB nacional, comemora a retomada do Conselho. “Com a presença de secretarias que tratam de questões como habitação e saneamento, por exemplo, teremos participação social de diferentes segmentos. O IAB tem cadeira no grupo de entidades profissionais, acadêmicos e de pesquisa, e cada representante pode escolher a comissão técnica que vai trabalhar”, explica.

Leia Mais →

Outras Notícias

Inscrições para Prêmio IAB encerram dia 10/11

O Departamento do Rio Grande do Sul do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB/RS) realizará a Premiação IAB 2023, com o objetivo de divulgar e premiar a produção intelectual e profissional de arquitetos, arquitetas e urbanistas do estado do Rio Grande do Sul.A participação é aberta a todos os profissionais associados do IAB em qualquer um dos seus Departamentos Estaduais e Distrital, e a inscrição é gratuita.

Leia Mais →

IAB-RS participa de 176ª edição do COSU em Brasília

Ocorreu em Brasília, Distrito Federal, nos dias 21 e 22 de outubro, a 176a Reunião do Conselho Superior do Instituto dos Arquitetos do Brasil (COSU). O encontro foi sediado no Auditório Darcy Ribeiro na Universidade de Brasília (UnB). A proposta do COSU é reforçar o compromisso do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) com a arquitetura e o urbanismo, por meio da discussão de questões que envolvem a profissão. Na ocasião, foi realizada, também, a eleição da nova diretoria nacional da entidade.

Leia Mais →

IAB-RS promoveu mesa sobre o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro

A edição mais recente das Quartas no IAB promoveu a mesa “Patrimônio e resistência” para homenagear os quatro anos da fundação do Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro (FEDPCB). Fundado durante o 21° Congresso Nacional de Arquitetos, em Porto Alegre, em outubro de 2019, o Fórum reúne entidades e coletivos da sociedade civil para fomentar a mobilização contra ataques promovidos contra o Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e o Patrimônio Cultural Brasileiro.

Leia Mais →