Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Legado dos Planos Diretores foi tema de abertura do Ciclo de Debates do IAB RS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
O Ciclo de Debates sobre o Plano Diretor promovido pelo IAB RS teve início na noite da quarta-feira (21/06) com a participação das arquitetas Célia Ferraz de Souza e Maria Soares de Almeida. Elas apresentaram a palestra “Legado dos Planos Diretores: 1914 e 1959”, buscando reflexões sobre o processo que modernizou a cidade.

“ O Plano Geral de Melhoramentos de Porto Alegre de 1914, elaborado pelo engenheiro-arquiteto João Moreira Maciel, orientou a marcha da modernização da cidade, propondo, pela primeira vez de forma organizada e abrangente, os melhoramentos gerais e deixando traços na sua estrutura urbana, que traduzem, hoje, a própria identidade de Porto Alegre”, destacou Célia.

Ela acredita, que na época, o Partido Republicano Riograndense (PRR) influenciou os técnicos e engenheiros que adotaram a doutrina positivista. “Os políticos queriam também que se melhorasse as condições da cidade. O PRR tinha essa preocupação. A prefeitura tinha que se organizar para prestar esse serviço, porque não havia nada organizado. E começaram, trouxeram do Rio de Janeiro pessoas com preparo, isso já desde a década de 1890. E estudaram os problemas, distribuição da água, esgoto, o saneamento. A Redenção, por exemplo, recebia enxurradas, qualquer chuva, a água da Independência descia e não tinha escoamento suficiente, então ficava um banhado. Por volta de 1912, resolveram criar uma comissão de melhoramentos, para a preparação do Plano”, informou Célia Ferraz de Souza.
 


A arquiteta Maria Soares de Almeida destacou a modernização e identidade que estão presentes nas obras que vão da Avenida Borges de Medeiros à Avenida Farrapos e da canalização do riacho Ipiranga ao Parque Farroupilha, para citar aqui algumas das maiores referências de Porto Alegre. Ela também lembrou do trabalho de Arnaldo Gladosch, engenheiro-arquiteto, que foi contratado em 21 de dezembro de 1938 pelo prefeito José Loureiro da Silva, para realizar o Plano Diretor da Cidade de Porto Alegre. “ Esse Plano contém diretrizes relativas ao saneamento e expansão da cidade, orientação e regulamento do traçado das vias de comunicação, distribuição dos espaços livres, e ampliação da área portuária”, explicou Almeida.

“O primeiro Plano Diretor de Porto Alegre é de 1959, quando o prefeito era José Loureiro da Silva. Nele foram lançadas diretrizes para o sistema viário de Porto Alegre, algumas das quais até hoje vêm sendo obedecidas, como o alargamento das principais radiais da cidade ou, até mesmo, a criação delas. A Terceira Perimetral, por exemplo, em toda a sua extensão, foi pensada por Loureiro lá em 1959”, destacou a arquiteta Maria Soares de Almeida.

De acordo com Rafael Passos, presidente do IAB RS, o objetivo do Ciclo é subsidiar o processo de revisão dos planos diretores municipais e, em particular, a revisão do PDDUA de Porto Alegre. “Até o final do ano, estaremos discutindo, em algumas das “Quarta no IAB”, diversos temas relacionados com planos diretores de cidades”, adiantou.

A proposta do IAB RS é iniciar uma série histórica sobre os planos de Porto Alegre e seus legados para a cidade. Em seguida, o foco será o tema da gestão, abordando, entre outros, os conselhos municipais de desenvolvimento urbano e o sistema de planejamento. Na sequência, será tratada a questão do uso e ocupação do solo associada com as estratégias delineadas no PDDUA.

Por fim, serão debatidos ainda alguns instrumentos específicos como os de financiamento da cidade e temas de interesse geral. No último mês do ciclo de debates será realizado o seminário Planejamento da Cidade Sustentável.

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

IAB RS elege nova direção para o triênio 2023/2025

O Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB RS) elegeu no último sábado (26/11) a nova direção da entidade para o triênio 2023-2025. Foi eleita a chapa única denominada “IAB Cidade, Cultura e Sociedade”, encabeçada pela nova presidente do IAB RS,  Clarice Mizocsky de Oliveira. A arquiteta e urbanista divide a presidência com mais três lideranças femininas que integram a gestão compartilhada: Paula Silva Motta dos Santos, Nathalia Pereira Danezzi e Bruna Bergamaschi Tavares.

Leia Mais →

Eleição virtual no IAB RS será neste sábado (26/11)

A Assembleia Geral Ordinária de Eleições para o triênio 2023/2025, que vai definir a nova diretoria do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB RS), ocorrerá de forma virtual, no sábado dia 26 de novembro, das 9h às 21h. Vale lembrar que apenas associados arquitetos e urbanistas, em dia com a entidade, poderão participar do processo eleitoral. Também informamos que os núcleos do IAB RS no interior do Estado terão acesso somente a sua plataforma local.

Leia Mais →

Aos 96 anos, o arquiteto Emil Bered lança seu primeiro livro

Autor de várias edificações icônicas da paisagem urbana de Porto Alegre e do interior do Rio Grande do Sul, o arquiteto ex-presidente do IAB RS Emil Bered, de 96 anos, lança seu primeiro livro que apresenta a trajetória profissional e acadêmica, além de oferecer relatos, imagens e emoções de sua vida pessoal, associados a depoimentos de familiares e colegas de profissão. Será na quarta-feira (23/11), às 18h30min, no saguão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRGS.

Leia Mais →

Outras Notícias

Skate, estruturas e ATHIS são destaque no segundo dia da Trienal

O segundo dia da Trienal de Arquitetura e Urbanismo deu início às atividades no Multipalco do Theatro São Pedro. Na rua, os termômetros marcavam 30º, mas a sede do público era apenas por conhecimento. Os temas principais da quinta-feira rodearam os universos do ensino, das estruturas arquitetônicas, da inovação, e claro, da Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS).

Leia Mais →