Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Máscaras de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer foram tema de protesto irreverente neste Carnaval

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Com máscaras de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, arquitetos, estudantes e amigos fizeram do Carnaval do Rio de Janeiro, Brasília, Rio Grande do Sul e Minas Gerais um protesto irreverente contra o contrato firmado pelo Governo do Distrito Federal e uma empresa de Cingapura para planejar Brasília para os próximos 50 anos. A ação foi liderada pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), que define o contrato feito sem licitação como um crime de lesa-cultura.
Segundo o presidente do IAB, Sérgio Magalhães, é louvável a iniciativa do governador do Distrito Federal em querer planejar os próximos anos de Brasília, mas é indispensável que se haja transparência e participação da sociedade nesse processo.
“A capital federal é fruto da capacidade do povo brasileiro, concebida e planejada pelo talento dos arquitetos Lucio Costa e Oscar Niemeyer, um retrato da cultura do país no Planalto Central. Do modo como as coisas estão sendo feitas, corre-se o risco de vermos nossa cultura ser sufocada em favor de um deslumbramento de conceito de cidade que pode não atender às nossas reais necessidades”, afirma Sérgio Magalhães.
Em dezembro de 2012, o IAB lançou a campanha nacional “Brasília By Cingapura Não!”, que conta com apoio de diversas entidades, como a União Internacional de Arquitetos (UIA), a Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA), a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU-BR).
O IAB RS ainda tem máscaras disponíveis para quem tiver interesse. Desenhadas pelo consagrado cartunista Aroeira, as máscaras também são homenagens a dois ícones da arquitetura brasileira. Peça a sua!

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias