Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

ObservaPOA promove seminário sobre Plano de Metas para Porto Alegre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Nesta quinta-feira, dia 26 de maio, a partir das 9h, o ObservaPOA promove o Seminário Discutindo um Plano de Metas para Porto Alegre, no auditório da Fundação de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul (Rua Duque de Caxias, 1691, Centro Histórico). O evento integra a programação do V Congresso da Cidade. Durante o encontro será conhecida a experiência de São Paulo, onde foi criada uma lei que exige do prefeito a apresentação de um programa de metas para a gestão. Terá início, então, o debate sobre a inclusão de mecanismo semelhante em Porto Alegre.

A Secretaria de Coordenação Política e Governança Local (SMGL) confirmou a presença do coordenador-executivo do Movimento Nossa São Paulo, Mauricio Broinizi, responsável pela proposta da Lei do Plano de Metas na capital paulista. A participação é aberta aos interessados e a confirmação de presença deve ser feita pelo telefone (51) 3289-6660.

O movimento Nossa São Paulo já foi reproduzido em cidades como Recife, Petrópolis, São Luís do Maranhão, Rio de Janeiro, Campinas, Teresópolis, Ilha Bela e Belo Horizonte. E também em cidades da América Latina, como Buenos Aires, Córdoba e Mendozza, na Argentina; e Lima e Turrilho, no Chile. Os coordenadores estão montando uma rede latino-americana de cidades sustentáveis.

Desde o início, o movimento contou com o apoio de 250 organizações da sociedade. Hoje esse número chega a 650, incluindo micro, médias e grandes empresas. Essas parcerias monitoram projetos públicos e metas. A emenda nº. 30 na Lei Orgânica de São Paulo foi aprovada em fevereiro de 2008, por mobilização da Rede Nossa São Paulo. A legislação compromete os sucessivos prefeitos a apresentarem um programa detalhado de governo, com metas claras e prestação de contas semestral.

O Seminário é promovido pela da Prefeitura de Porto Alegre, Observa POA, Rede Nossa São Paulo, FAUPUCRS, UNISINOS, UFRGS, AVINA, NET IMPACT e Agenda 2020. O movimento foi criado em 2006, por forte influência da sociedade, incomodada com a carência de um planejamento de metas do poder público municipal.

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias