Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Os diferentes “Brasis” na mira do IAB Nacional

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Um país de dimensões continentais, com distintas identidades regionais e diferentes modos de pensar e fazer as cidades, mas que esteja integrado através de uma política de defesa e valorização da Arquitetura e Urbanismo. Esta é a visão do novo Presidente Nacional do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Nivaldo Andrade Junior, 40, baiano, natural de Salvador, que acaba de ser eleito para a gestão 2017-2020.

Ressignificar a Arquitetura e o Urbanismo junto à sociedade é um dos desafios do IAB Nacional, uma tarefa que vai exigir uma maior aproximação da entidade junto aos profissionais da área, através dos seus departamentos estaduais e núcleos municipais e regionais, reativando os departamentos inativos e criando novos núcleos no interior dos Estados.

O diálogo com os arquitetos e urbanistas brasileiros passa também pela defesa da formação continuada e pela realização do UIA 2020 Rio –27º Congresso Mundial de Arquitetos, evento que será realizado pelo IAB, com a colaboração das demais entidades de arquitetos brasileiras, pela primeira vez no Brasil e deve reunir entre 10 mil e 13 mil participantes de todo o mundo.

Outros pontos enfatizados na plataforma de trabalho da Direção Nacional do IAB são a defesa e valorização dos concursos públicos como modalidade obrigatória de contratação de projetos de Arquitetura e Urbanismo, no caso de obras públicas, e a defesa e valorização do projeto completo e da Assistência Técnica em arquitetura e urbanismo para a população de baixa renda.

“Nossa agenda de trabalho contempla ainda o protagonismo do IAB na política profissional, dando seguimento a uma história de reflexão e participação ativa nas questões mais relevantes nacionalmente, no só nos campos da Arquitetura e Urbanismo, mas também das cidades e do território, da cultura e do meio ambiente”, afirma Nivaldo Andrade Junior.

IAB-BA ganha protagonismo – Esta é a segunda vez que a Bahia sedia a Diretoria Nacional do IAB, desde a gestão do arquiteto Benito Sarno (1970-1972). A presidente do IAB-BA, Solange Araújo, também participa da nova Direção Nacional como diretora administrativa-financeira, ao lado do secretário–geral, o também baiano Luiz Antônio de Souza, ex-Presidente do IAB-BA.  

“Sediar esta importante entidade profissional é uma honra e muito prestígio para o Departamento da Bahia (IAB-BA), mas, ao mesmo tempo, representa uma enorme responsabilidade. É trazer para o IAB-BA o protagonismo nacional na condução da política, da produção arquitetônica e do exercício profissional. É liderar nas questões do desenvolvimento urbano, do planejamento regional e da política urbana, da criação do equipamento e do objeto, na defesa do patrimônio cultural, edificado e natural e, na formação. É defender a postura ética em todas as etapas do exercício profissional”, afirma Solange.

A presidente do IAB-BA propõe uma construção participativa com todos os departamentos da Federação, respeitando as especificidades de cada região brasileira, buscando a valorização profissional e aumentando o associativismo. “Defender a integridade do projeto e o concurso de projeto da obra pública é uma das pautas principais do IAB, como forma de democratização dos contratos, maior possibilidade de qualidade técnica, além da contratação de projetos de arquitetura e urbanismo desenvolvidos em todas as suas etapas”, destaca Solange.

Nova Diretoria Nacional IAB (2017-2020):

Presidente Nacional: Nivaldo Andrade (IAB-BA)
Vice-Presidente Nacional: Fabiano Melo (IAB-PB)
Secretário Geral: Luiz Antônio de Souza (IAB-BA)
Diretora Administrativa e Financeira: Solange Araujo (IAB-BA)
Diretor Cultural: Roberto Ghione (IAB-PE)
Vice-Presidente Região Centro-Oeste: Carlos Lucas Mali (IAB-MS)
Vice-Presidente Região Nordeste: Custodio Santos (IAB-CE)
Vice-Presidente Região Norte: José Augusto Bessa (IAB-AM)
Vice-Presidente Região Sudeste: Fernando Túlio Franco (IAB-SP)
Vice-Presidente Região Sul: Carlos Alberto Sant’Ana (IAB-RS)
Vice-Presidente Extraordinário Caixa de Fomento e Sustentabilidade: Luiz Reis (IAB-PR)
Vice-Presidente Extraordinário Valorização Profissional: Célio Melis (IAB-DF)
Vice-Presidente Extraordinário Núcleos: Aníbal Verri Junior (IAB-PR)
Vice-Presidente Extraordinário Congresso UIA 2020 RIO: Nadia Somekh (IAB-SP)

*****
Nivaldo Andrade Junior é doutor em Arquitetura e Urbanismo (FAUFBA), membro da atual diretoria do IAB-BA, entidade na qual foi presidente no biênio 2012 – 2014. É professor da Faculdade de Arquitetura, do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPG-AU) e do Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos (MP-CECRE) da UFBA. Foi secretário executivo da Federación Panamericana de Asociaciones de Arquitectos (FPAA), entre 2012 e 2016, e Vice-Presidente Extraordinário Nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), entre 2012 e 2014. Recebeu o Primeiro lugar no Prêmio Caixa-IAB 2006 – Concurso Nacional de Idéias e Soluções para a Habitação Social no Brasil; e o 3º lugar no 1º Prêmio de Arquitetura Akzo Nobel para obras construídas de jovens arquitetos brasileiros

*****
O IAB é a mais antiga das entidades brasileiras dedicadas aos temas ligados à Arquitetura, à cidade brasileira e ao exercício da profissão. É herdeiro do Instituto Brasileiro de Arquitectura, fundado no Rio de Janeiro em 26 de janeiro de 1921.  Sem fins lucrativos, o IAB se dedica a temas essenciais ao arquiteto, à cultura arquitetônica e à sociedade. Formado por 26 departamentos em diferentes unidades da Federação, é liderado pela Direção Nacional, núcleo responsável pela articulação e pela coordenação dos departamentos, bem como pelas ações de abrangência nacional e internacional.
Por meio da Direção Nacional, o IAB se faz representar nos órgãos da administração federal e se vincula a entidades internacionais, com destaque para a União Internacional de Arquitetos (UIA), órgão consultivo da UNESCO para assuntos relativos ao habitat e à qualidade do espaço construído, a Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA) e o Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (CIALP).
O Departamento da Bahia (IAB/BA), um dos entes federativos, foi fundado em 1954 e, atualmente, coordena a Comissão de Política Urbana e Habitação do IAB Nacional. O IAB tem assento em vários órgãos internacionais e nacionais, entre os quais o Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias