Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

A construção do CAU começa agora – O IAB-RS apoia a Chapa 3

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma curiosa ironia histórica se cumpre com a criação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). Assim como foi o penúltimo país do mundo a abolir a escravidão, o Brasil é das últimas nações de importância a manter a arquitetura subordinada a um sistema multiprofissional arcaico e autoritário.

Todos os arquitetos podem agora participar do processo de desligamento do Crea/Confea, e finalmente eleger os componentes do CAU-BR (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil) e CAU-RS (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul). O voto será obrigatório para todos os colegas registrados nos Crea. Cumprindo a Lei, o Confea vai encaminhar até o fim de setembro, a cada profissional registrado em um Crea, uma senha para que possa votar no dia 26 de outubro, pela Internet.

Se espera que o CAU-BR esteja instalado no início de dezembro, e o CAU-RS seja instalado antes do Natal. Todos os registros de arquitetos a partir daí serão feitos pelo CAU-RS assim como as RRT – Registro de Responsabilidade Técnica – que equivalerão à atual ART para os arquitetos. O futuro CAU-RS será formado por 21 conselheiros (em função do número de profissionais no estado). Já o CAU-BR será formado por 28 conselheiros eleitos por cada Estado e pelo Distrito Federal.

A eleição para os conselheiros será o primeiro grande evento em que participarão todos os arquitetos registrados no Brasil, uma conquista democrática inegável até para aqueles que sempre foram contrários à nossa independência, aferrados às formas e defeitos do atual sistema Crea/Confea. Se antes apenas entidades e associações nomeavam seus representantes nos Crea e ninguém sabia como eram escolhidos esses conselheiros, agora todos poderão votar e ser votados democraticamente, e o conceito do CAU pode ser abertamente discutido e aperfeiçoado. Será que vamos querer um “mini-Crea”? Vamos querer que os recursos de nossa autarquia fiscalizadora sejam desperdiçados em cabide de emprego, diárias e viagens? O CAU será apenas um ente policialesco voltado para arrecadar recursos dos profissionais?

Desde que em 1994 o Colégio Brasileiro de Arquitetos foi formado pelas Entidades Nacionais de nossa profissão, com apoio da União Internacional de Arquitetos (UIA), na qual o IAB é o representante brasileiro, reivindicamos aos poderes da república que a profissão seja regulamentada por um conselho próprio e objetivo, focado na promoção da Arquitetura. Os arquitetos desejam que este Conselho vá além do mero cumprimento do papel burocrático. Queremos que a arquitetura seja reconhecida como uma profissão da mais alta respeitabilidade, como é em qualquer país desenvolvido. Arquitetura é uma atribuição do arquiteto.

O IAB-RS, em consonância com as entidades nacionais de arquitetos, com o Conselho Superior do IAB, e com o Colégio Brasileiro de Arquitetos, mobilizou-se para essa eleição, e elaborou seus conceitos fundamentais sobre o CAU. Em discussão ampla com outras entidades do Forum de Arquitetura do Rio Grande do Sul, que reúne além do IAB-RS, o Sindicato de Arquitetos do RS (Saergs), a Associação de Arquitetos de Interiores do RS (AAI-RS) e a Associação de Escritórios de Arquitetura do Rio Grande do Sul (AsBEA-RS), constituiu a Chapa 3 com nossa proposta para a eleição do CAU. Nossas entidades, dentro do princípio de manter a unidade na diversidade de origens, apresentam a Chapa 3, com a adesão de muitos colegas de indiscutível importância que sabem que nossa profissão precisa dar uma virada na condição subalterna que sempre sofreu no sistema Crea/Confea.

Com um dos maiores colégios eleitorais do país, o Rio Grande do Sul terá também um dos maiores CAU, com 21 conselheiros, e sabemos, uma eleição disputada, onde a grande massa de eleitores tem de ser informada de coisas muito básicas sobre o seu conselho próprio, muitos sequer foram informados do quanto custou e o que representa esta histórica conquista. A informação precisa ser levada a todos, e cumpre a todos nós que militamos e participamos no IAB-RS esclarecer os nossos colegas pra que saibam identificar as vozes do atraso e da burocracia interesseira.

Como é óbvio, o IAB-RS irá se empenhar pelo sucesso da Chapa 3, que nasceu de nosso compromisso histórico com a implantação do CAU. Tendo o eminente colega Cesar Dorfman como candidato ao Conselho Federal, e a atual coordenadora da Câmara de Arquitetura do Crea-RS, Gislaine Saibro como sua suplente, a Chapa 3 conta ainda com uma nominata extensa de muitos outros colegas conhecidos para compor o CAU-RS. Reunindo a confiabilidade, a inovação, a experiência, e a histórica defesa dessa bandeira, tanto a plataforma como os nomes envolvidos nesta chapa são por si eloquentes para torná-la a alternativa concreta e viável para a construção do CAU.

Carlos Alberto Sant’Ana
Arquiteto e Urbanista
Presidente do IAB-RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias