Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Aberta a exposição de Irineu Breitman no Solar do IAB

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Foi aberta, na noite desta quarta-feira, a exposição de fotos de algumas das mais importantes obras do arquiteto Irineu Breitman, no Solar Conde de Porto Alegre, sede do IAB-RS, em comemoração aos seus 80 anos. Os arquitetos Guilherme de Almeida, Marcelo Donadussi e Marcos Bueno, organizadores da exposição, reuniram alguns de seus trabalhos de destaque para lhe prestar uma homenagem.

O amigo e conterrâneo Arnaldo Knijinik foi quem deu início às homenagens. “Foi na arquitetura hospitalar que Irineu ultrapassou nossas fronteiras, e é conhecido nacionalmente e internacionalmente. Na questão da pesquisa, da tecnologia. Muitos doutorandos são auxiliados por ele. Tão grande quanto a sua obra é o próprio Irineu.”

O arquiteto Marcos Bueno, um dos organizadores da exposição, agradeceu ao IAB-RS “por abrir as portas para essa homenagem, que é bastante justa”, ao diretor da Faculdade de Arquitetura da PUCRS, Paulo Horn Regal, e à família de Irineu Breitman. Ele entregou, também em nome de Marcelo Donadussi, que assina as fotografias, e Guilherme de Almeida, uma coletânea das fotos expostas ao arquiteto homenageado.

A esposa de Irineu Breitman agradeceu, em nome da família, a ideia dos “guris” de fazer a exposição. “Foi uma felicidade pra gente essa homenagem. É muito emocionante.” Irineu comemorou a presença dos colegas e amigos e disse que está na hora, também, de prestar homenagens a outros trabalhos. “É uma geração inteira de arquitetos. Vamos reunir essa turma e fazer igual, para que todos se sintam prestigiados pelo IAB-RS.”

O presidente do IAB-RS, Carlos Alberto Sant’Ana, afirmou que é uma honra prestigiar a obra de Irineu Breitman, que presidiu o Instituto por tantos anos, e falou, ainda, do reinício das obras do Solar. “É uma felicidade para o IAB-RS retomar as obras da sede.” O objetivo dele é abrir cada vez mais espaços na sede para eventos culturais como esse.

Em entrevista ao site do IAB-RS, antes da abertura da mostra, Breitman declarou que “uma exposição como essa, montada por um grupo de jovens arquitetos ligados à fotografia, é o maior destaque que se pode ter”.

Irineu Breitman nasceu em 3 de junho de 1930, em Cachoeira do Sul, e faz parte de uma geração pioneira, que introduziu e consolidou a arquitetura moderna no Sul do país. No âmbito da sua produção mais reconhecida, a arquitetura hospitalar, é pai de muitas grandes obras, como o Hospital Fêmina, em Porto Alegre, um marco desse pioneirismo, o Hospital Regional da Grande Florianópolis, em São José, e o Hospital Regional do Oeste, em Chapecó. Ele também trabalhou na área industrial e fez inúmeros projetos de prédios residenciais e comerciais.

Mas é de uma edificação que já não existe mais que o arquiteto guarda uma lembrança afetuosa: o Teatro de Equipe, na rua Andrade Neves, no Centro da Capital. “Era uma casa velha, com 5 metros de largura, que foi transformada num teatro de 130 lugares. Não parecia possível”, explica, orgulhoso, o seu feito. Breitman recorda do dia em que um ministro “muito ligado à cultura” esteve no teatro e fez um elogio inusitado ao seu trabalho: “Isso aqui não é arquitetura, é invenção”. “Jamais esqueci essa frase.” Ele conta que o ator Paulo José, que foi estudante de arquitetura, foi um dos que pisou no palco do teatro. Além dele, Milton Matos, que também fazia teatro.

Breitman é um dos grandes nomes do IAB-RS. No seu “tempo”, o instituto funcionava “numa salinha cedida pela Faculdade de Arquitetura”, e foi na sua gestão como presidente que foi construída a primeira sede do departamento do Rio Grande do Sul, em frente à Santa Casa. “Tenho muito orgulho de ter sido presidente do IAB-RS e fazer parte dessa instituição, cada vez mais representativa”, afirma. “O IAB foi se fortalecendo à medida em que mais jovens foram se formando e fazendo parte da entidade”, explica o arquiteto, que considera importante a reciclagem de ideias e a disposição das novas gerações em lutar pelos interesses dos profissionais da área.

A aprovação da criação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) é, para ele, a prova de que uma luta vivida por mais de uma geração pode ser vencida. “É uma conquista importante par a categoria, que não desistiu de lutar. Essa foi uma questão sempre muito difícil, mas houve muita insistência e hoje é uma satisfação muito grande ver que a nossa meta foi alcançada.”

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

Outras Notícias