Receba Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

IABRJ é convidado a integrar o Conselho do Legado da Cidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O prefeito Eduardo Paes anunciou nesta segunda-feira a criação do Conselho do Legado da Cidade, em cerimônia realizada no Palácio da Cidade, em Botafogo. O Conselho, composto por representantes da administração pública, de entidades civis, dos Comitês Organizadores da Copa de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, além do setor privado, terá caráter consultivo. Como presidente, o prefeito poderá solicitar a colaboração de outras entidades e personalidades, sempre que necessário. Além disso, serão realizados encontros trimestrais para debater a herança a ser deixada para o Rio a partir da realização dos dois eventos.

Acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento, Felipe Góes, e pelo presidente do Instituto Rio 2016, Bernardo de Carvalho, o prefeito do Rio afirmou que a Prefeitura pretende envolver a sociedade em tudo o que diz respeito à preparação do Rio para os dois eventos esportivos.

– A Prefeitura tem buscado, desde o início, dar o máximo de transparência às suas ações e mostrar sua preocupação com o legado. Isso se comprova com a criação do Legadômetro. Precisamos ter um foco claro, um instrumento que nos permita caminhar na transparência. Por isso, nada melhor do que chamar figuras conhecidas da sociedade carioca, que possuem renomado papel de fiscalização e de apontamento de idéias para a cidade, para que, a partir desse conselho, possam cobrar das autoridades que todas as ações pensadas para os dois eventos levem em consideração os interesses da cidade – disse o prefeito, que destacou a diversidade na escolha dos membros do Conselho.

– Temos empresários, organizações não-governamentais, o Instituto dos Arquitetos do Brasil, que, por exemplo, será capaz de identificar possíveis impactos urbanísticos que as Olimpíadas possam causar no Rio. Enfim, tenho absoluta certeza de que temos a contribuição de pessoas muito importantes para o sucesso dos dois eventos.

Os integrantes do Conselho serão responsáveis por analisar os projetos da cidade em prol da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016 e apresentar sugestões que complementem as ações em desenvolvimento. O presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil, Sérgio Magalhães, falou sobre a importância de se analisar todos os investimentos voltados aos dois eventos.
– A ação do IAB é de cuidado em relação à cidade. Portanto, nos sentimos perfeitamente à vontade para analisar cada um dos investimentos que vierem a ser feitos em relação à Copa do Mundo de 2014 e às Olimpíadas de 2016. São investimentos que devem qualificar ainda mais o Rio de Janeiro para que sua população possa recolher os melhores benefícios: melhores condições de mobilidade, habitação e de saneamento, por exemplo. São elementos que parecem estar distantes dos Jogos, mas isso não é verdade. Os investimentos se multiplicam quando buscam se apoiar mutuamente – disse Magalhães, que vê com otimismo a união de pessoas com visões distintas na composição do Conselho do Legado.

– Assim como a cidade é diversa, os modos diversos de se enxergar o Rio de Janeiro também ajudam na busca de melhores soluções. Essas soluções precisam partir de ideias e serem debatidas – concluiu.

Rosiska Darcy, presidente da organização “Rio Como Vamos”, classificou a criação do Conselho como “fundamental” para uma relação transparente entre sociedade e poder público: – Trata-se de uma responsabilidade muito agradável. Nossa instituição é dedicada a acompanhar a qualidade de vida da cidade. Portanto, esse é um momento ideal. Grandes eventos acontecerão no Rio e a sociedade possui interesse direto no progresso que esses eventos podem trazer para a cidade – afirmou.

Fonte: Jornal do Brasil

IAB - RS

Por: Diretoria Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB

Outras Notícias

COMUNICADO DO IAB RS SOBRE O ESTADO DE CALAMIDADE CLIMÁTICA

O momento é grave e compreendemos que enquanto Instituto temos um trabalho de articulação de impacto a médio prazo, sendo provocadas e estruturadas redes que auxiliem nas questões habitacionais e de reestruturação das cidades, com projetos que considerem os riscos e impactos que os eventos climáticos tem gerado em nossas cidades, de modo mais frequente e de maior intensidade. Compreendendo a sensibilidade das questões ambientais, com a natureza impondo seus limites, frente às ocupações urbanas.

Leia Mais →

Outras Notícias

Nota pública em apoio às familias atingidas pelas enchentes no RS

O IAB-RS manifesta solidariedade às famílias atingidas pelas inundações e enchentes no Rio Grande do Sul. Os eventos de chuvas extremas estão se mostrando uma realidade com recorrência no nosso estado. O momento pede a soma de esforços de todos os setores da sociedade para ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade.

Leia Mais →

IAB RS participa da 178ª reunião do COSU

O correu em Aracaju, nos dias 22 e 24 de abril, o 1º Seminário Nacional de Arquitetura e Urbanismo do estado de Sergipe (ArqUrb.SE). Na sequência, entre os dias 25 e 27 de abril, foi realizada a 178ª Reunião do Conselho Superior do IAB (COSU), com abrangência nacional. Os dois eventos foram promovidos pelo Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Sergipe (IAB-SE) com apoio do IAB Nacional. O IAB RS esteve presente na reunião.

Leia Mais →

Primeira fase da requalificação da Avenida 25 de Julho em Flores da Cunha iniciará em maio

Flores da Cunha de cara nova: a partir do mês de maio, a principal via da cidade – que conecta o município de norte a sul – será requalificada. A iniciativa da administração municipal iniciou ainda em 2021, com o lançamento do Concurso Público Nacional “Avenida 25 de Julho”, realizado em parceria com o IAB RS, e apoio do CAU/RS e da ABAP, e resultou em um novo projeto estético e funcional para a Avenida 25 de Julho. Em função das chuvas, a prefeitura informou que a cerimônia de início da obra, com o lançamento da Pedra Fundamental, foi adiada, e nova data será divulgada em breve.

Leia Mais →

50 anos do retorno da democracia em Portugal e colônias africanas é celebrado com exposição no IAB RS

Em 25 de abril de 1974 Portugal retomava o regime democrático, após um longo período de ditadura iniciada em 1933. A chamada Revolução dos Cravos é relembrada, 50 anos depois, por meio de uma exposição organizada pelo Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Rio Grande do Sul (IAB RS) e a ADUFRGS Sindical, com apoio do Consulado Português, e curadoria de Airton Cattani e Daniela Fialho, que colecionou 47 cartazes de manifestações distribuídos nas ruas no período da revolução. A exposição segue aberta no Solar do IAB (Rua General Canabarro 363, Centro Histórico, em Porto Alegre), com visitação gratuita de segunda a sexta-feira, das 10h às 12h, e das 14h30 às 17h, até o dia 24 de maio.

Leia Mais →